Urso pardo americano é uma das novas atrações do Parque da Cidade

0

Foi realizada na tarde de ontem, 26, a solenidade de reinauguração do Parque José Rollemberg Leite, o Parque da Cidade. O evento marcou a entrega da primeira parte do projeto de revitalização do parque, que desde dezembro do ano passado estava fechado para obras. Esta é a quarta reforma pela qual o local passa desde 1979, quando foi inaugurado.

 

Após o descerramento da placa pelas autoridades e pela população presente, foi realizada uma visita para conhecer as novas dependências do parque. Com a primeira parte, foi recuperada a via asfáltica e foram construídos os novos Quarentenário (que cuida de animais recém-chegados), Centro de Apoio, Ambulatório, Setor Administrativo, Lanchonete, Centro de Equoterapia e Centro de Pesquisas de Plantas Medicinais.

 

Também foi feita uma grande ampliação do Zoológico, que recebeu novas acomodações para abrigar os animais, como répteis, felinos e um urso pardo americano, a grande atração do local. O Teleférico, com 1,3 km de extensão e 120 lugares, e o Planeta dos Pássaros, que vai abrigar aves de grande porte, porém, apesar de fazerem parte dessa primeira parte do projeto, ainda não tiveram suas obras finalizadas e não foram entregues à população. “O prazo de entrega vai ser, mais ou menos, daqui a 1 semana”, afirmou o coordenador do parque Joubert Pimentel.

 

A primeira etapa da reforma custou R$ 8,5 milhões e, segundo previsões do Joubert, o parque deve estar em pleno funcionamento até o dia 12 de outubro. Segundo o secretário de Estado da Infra-Estrutura, Luiz

Durval, a segunda etapa, que vai abranger o complexo de esporte e o novo restaurante, entre outras melhorias, deverá estar pronta e entregue até o fim do ano.

 

Os visitantes do parque gostaram da reforma. “Para mim está ótimo. Ficou lindo”, conta a manicure Lailde dos Santos. Lailde, que mora próximo ao parque, no bairro Industrial, conta que as reformas irão melhorar até a questão da segurança, pois os moradores se queixavam da presença de marginais, que usavam drogas e deixavam o local muito violento. “Vai ter mais policiamento na área”, conta.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais