Vales-transportes falsificados podem ter origem em outro Estado

0

A origem de milhares de vales-transportes clonados, que passaram a circular em Aracaju desde a primeira semana de agosto, está sendo investigada pela Delegacia de Defraudações. A polícia suspeita que o material tenha sido feito em outro Estado, provavelmente por uma quadrilha de falsificadores.

 

A denúncia sobre o derrame foi feita pelo presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju, José Carlos Amâncio, no último dia 13. Na época a instituição apresentou 17 mil vales-transportes, da série 30, que tinham sido falsificados. A polícia, desde então, já apreendeu mais dois mil vales clonados. Durante a investigação, 10 cambistas, que comercializam vales nas ruas, foram detidos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais