Vendedores tem produtos molhados após lavagem do Mercado

0
Vendedores de roupas e calçados têm lojas molhadas e perdem produtos (Foto: Portal Infonet)

Comerciantes do Mercado Albano Franco, no centro da capital, tiveram uma desagradável surpresa em seus boxes, depois que o prédio foi fechado para lavagem. Vendedores de roupas e calçados encontraram seus produtos molhados, chão encharcado e o forro do teto impregnado de água.

A limpeza geral do mercado acontece na segunda-feira da terceira semana de cada mês. Um dos feirantes, Carlos Augusto, reclamou dos prejuízos que a entrada de água provocou. “Fizeram do jeito errado, molhou a loja toda. Quero saber quem vai pagar. Tive que jogar muita coisa no lixo, não prestaria mais para vender… nem contabilizei as perdas ainda. Espero que não aconteça mais”, lamentou.

Carlos Augusto cobra providências para reduzir prejuízos (Foto: Portal Infonet)

Bernadete Campos produz as próprias roupas, e teve até suas máquinas danificadas. “Molhou tecidos e perdi 15 peças de roupa. Isso dá mais de mil reais. Precisei pagar um técnico para consertar os motores da aparelho de costura. Quando cheguei, tive que fazer um furo no teto para tirar a água. Um absurdo”, bradou.

Insatisfeita, Rosevânia Alves afirmou que não é a primeira vez que isso acontece, e criticou até da determinação de fechar o mercado às segundas-feiras para limpeza. “Não trouxe nenhuma benfeitoria. É tudo molhado, o chão continua sujo, tem lama, e o lugar vive cheio de teias de aranha. Perdi alguns materiais, mas teve gente que perdeu mais que eu. Fechar o Mercado dia de segunda-feira é péssimo. Por que não no domingo?”.

Bernadete Campos diz que precisou pagar um técnico para consertar motor das máquinas de costura (Foto: Portal Infonet)

A assessoria de Comunicação da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emsurb) reconheceu a falha no procedimento e informou que conversa com os comerciantes para solucionar o problema, mas não disse se o órgão irá arcar ou não com os prejuízos dos vendedores. Explicou que a lavagem é feita com baldes e mangueiras, para limpeza, dedetização e odorização do local. Sobre a reclamação do dia escolhido, garantiu que a decisão foi tomada em comum acordo e que mudanças só poderão acontecer de modo coletivo.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais