Viagens exigem cuidados redobrados nas residências

0
Cuidados devem ser redobrados no periódo de férias (Fotos: Portal Infonet)

Mês de janeiro é considerado período de férias para muitas famílias. Após as malas prontas e toda a programação definida, as donas de casa devem ficar atentas aos cuidados necessários para reforçar a segurança nas residências.

A equipe do Portal Infonet conversou com o tenente Gleison Parente que é auxiliar de planejamento do Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC) que dá dicas de como se proteger para evitar furtos nas residências no período em que o imóvel fica desocupado.

Um dos primeiros cuidados que a pessoa deve ter é tentar não expor suas viagens nas redes sociais para evitar que a viagem não se torne uma dor de cabeça na volta.

De acordo com o tenente Gleison Parente, as práticas de se mostrar na rede é muito comum nesse período. “Hoje as pessoas tem essa prática comum, mas deve ter cuidado com a exposição das suas viagens na internet através das redes sociais. Geralmente, o povo fala que vai viajar com a família e diz quantos dias vão passar fora. Então, pode ser que alguém possa monitorar suas postagens para realizar o furto. Mesmo que a pessoa goste de se expor, que ele não coloque detalhes da viagem e quantos dias vão passar fora”, orienta.

As dicas são passadas pelo tenente Gleison Parente do CPMC

Outro ponto fundamental, segundo o tenente, é não esquecer de trancar a residência. “Antes de viajar é observar se na residência está tudo fechado e trancado. Outra situação é tentar não deixar cadeado do lado externo e fazer com que a fechadura não seja identificada. Se tiver animal, é bom deixá-lo solto, mas óbvio que tem que ter alguém que vá lá dar água e alimento porque senão o animal pode também ser alvo dos bandidos”.

Deixar as luzes ligadas não é recomendado por especialistas. “Não é aconselhado deixar ligada por um bom tempo, porque os marginais podem observar que em um período de tempo essas luzes estão ligadas e entender que não tem pessoas na residência”, diz o tenente Gleison.

Objetos de grande valor a exemplo de joias devem ser guardados em locais seguros como um banco. Campainhas e interfones são aconselhados ficar desligados. Já as correspondências, não devem ser acumuladas e uma solução seria pedir a um vizinho que recolha.

Vizinhança

Durante o longo período de viagem, deixar um vizinho monitorando a residência faz toda a diferença. “Se possível que a pessoa peça a um vizinho de confiança que olhe sua residência pra ver se ta tudo bem. Que essa pessoa possa ir até a residência ligar essas luzes no período noturno e pela manhã, se puder, que vá lá desligar. Hoje também já existe um sistema de luzes com foto-sensores que é um mecanismo que a noite a luz liga e quando está claro ela mesmo desliga. Quem puder botar colocar esse sistema é bom”, informa.

Em caso de movimentação estranha, que o vizinho entre em contato de imediato com a polícia, por meio do 190.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais