Vistoria em supermercados continua até janeiro

0

Os supermercados da capital continuarão sendo vistoriados pelo Ministério Público Estadual até janeiro de 2008, com relação à qualidade do atendimento oferecida ao consumidor. Em audiência realizada hoje, 27, pela manhã, alguns representantes dos supermercados informaram que para solucionar alguns problemas já contrataram efetivamente novos empacotares.

Uma das redes informou que contratou 22 novos funcionários, sendo 12 em caráter efetivo e 10 excepcionalmente para o Natal. As comemorações natalinas foram uma das razões apontadas pelos representantes dos supermercados para que não seja feita uma padronização do resto do ano tomando como exemplo o mês de dezembro. No fim do ano, as redes normalmente contratam mais funcionários pelo aumento de demanda.

Por isso o prazo para uma nova audiência ficou para o final de janeiro, assim como a formalização de um Termo de Ajustamento de Conduta. “Até lá nós poderemos fazer um comparativo de quantos funcionários existem, quantos foram contratados temporariamente e quantos foram efetivados”, explica a promotora Euza Missano, responsável pelo caso. As denúncias recolhidas no mês de novembro ainda não foram computadas.

Euza Missano, promotora responsável pelo caso
Os representantes dos supermercados também pediram, na audiência, que durante a elaboração do TAC fossem levados em conta os caixas duplos e rápidos. Segundo eles, não há necessidade de empacotadores nos caixas considerados ‘rápidos’, onde passam consumidores com até 10 volumes. Muitas vezes esses caixas são duplos, o que dificulta fisicamente a presença de um empacotador.

Eles alegam que trabalham com a proporcionalidade de um empacotador para cada três terminais de compra. O consumidor que perceber que isso não corresponde à realidade ou que se sentir prejudicado na qualidade do atendimento final pode ligar para a ouvidoria do MPE, através do telefone (0xx79) 3216-2400, e fazer sua denúncia.

“Nós entendemos que houve um avanço, principalmente pela informação de que já houve contratações. Nosso objetivo principal é garantir que haja um atendimento de qualidade ao consumidor”, garante a promotora.

Por Ben-Hur Correia e Carla Sousa

Comentários