Academia Sergipana de Letras homenageia João Ribeiro

0

Evento será no Palácio Olimpio Campos
A Academia Sergipana de Letras estará realizando uma Sessão especial em homenagem ao Sesquicentenário de Nascimento do Acadêmico João Ribeiro, segundo ocupante da Cadeira n 31, da Academia Brasileira de Letras. A solenidade terá lugar na Sala de Multieventos do Palácio Museu Olimpio Campos, na próxima segunda-feira, 21, às 16 horas e será abrilhantada com a participação do Coral EM CANTO, da Escola de Artes Valdice Teles. Na oportunidade a Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos estará lançando um selo comemorativo, registrando a efeméride.

O Professor e acadêmico João Ribeiro nasceu  em Laranjeiras, SE, em 24 de junho de 1860, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 13 de abril de 1934. Era jornalista, crítico, filólogo, historiador, pintor, tradutor e foi também professor do Colégio Pedro II e da Escola Dramática do Distrito Federal (RJ), cargo em que ainda estava em exercício quando faleceu. A sua atividade intelectual abrangeu uma vasta obra nas áreas da filologia, da história e do ensaio. No jornalismo atuou  ao lado de Machado de Assis, Lúcio de Mendonça e Rodrigo Octavio, entre outros, quando publicou os artigos que vieram a constituir os seus Estudos filológicos (1902).

Possuidor de larga cultura humanística, era versado nos clássicos de todas as literaturas e dotado de aguda sensibilidade estética. O livro “Páginas de estética”, publicado em 1905, encerra o seu ideário crítico. Seu sentido estético o fazia inclinado a valorizar os aspectos técnicos, estruturais e formais da obra literária, embora fosse um crítico impressionista, com tendência à tolerância e estímulo aos autores, sobretudo os novos.

Para registrar o acontecimento, a Academia Sergipana de Letras, o Palácio Museu Olimpio Campos, a Editora do Diário Oficial do Estado de Sergipe, a Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos e a Escola de Artes Valdice Teles, uniram-se para realizar essa sessão solene, em homenagem ao grande sergipano João Ribeiro, estudioso e divulgador da cultura nacional.

 

Comentários