Água e retorno para casa foram transtornos no Verão Sergipe

0

Falta de água durante na praia da Caueira durante o Verão Sergipe
Mesmo toda a infra-estrutura montada pelo Governo do Estado para a realização do  Verão Sergipe na praia da Caueira, na cidade de Itaporanga D”Ajuda, no último final de semana, não evitou alguns transtornos para veranistas e visitantes. A falta de água e a paralisação da balsa que faz a travessia para Aracaju à meia-noite desta segunda-feira, 21, foram as principais reclamações.

A praia da Caueira recebeu uma grande quantidade de pessoas e o sistema de abastecimento de água estabelecido para suprir as necessidades dos veranistas tradicionais não resistiu ao aumento do consumo e por várias vezes, durante o final de semana, faltou água nas torneiras. “Se querem fazer uma festa como essa, tem que preparar tudo certinho, principalmente o fornecimento de água”, falou Pedro Paulo.

Funcionamento das balsas

Milhares de carros enfretaram longas filas para irem ao Verão Sergipe na Caueira
A promessa de funcionamento das balsas que fazem a travessia Mosqueiro-Caueira, por 24 horas, só foi cumprida na sexta, 18, e no sábado, 19. No domingo, 20, na última noite da festa, centenas de veículos foram surpreendidos ao chegarem para fazer a travessia. A meia-noite desta segunda, 21, as balsas pararam de funcionar e fizeram com que motoristas se arriscassem pela BR-101.

O agravante é que a informação de que as balsas iriam parar à meia-noite foi dita apenas ao final do show da banda Natiruts, por volta das 23h40. “Isso é um absurdo! Não era 24 horas? Agora vou me arriscar numa BR”, reclamou Allan Almeida. A última balsa que saiu levando cerca de 50 carros deixou dezenas de outros veículos na área de embarque.

“Um absurdo isso o que aconteceu no domingo, foi o fim da picada, enquanto atravessava o rio, vi vários carros chegarem à entrada da balsa e voltarem, o caminho é longo e perigoso à noite. Por que será que no site do Verão Sergipe tinha dizendo que as balsas seriam 24h e no domingo não foi bem assim?”, protestou Livia Santos Mota que conseguiu fazer a travessia pela balsa, em comentário enviado ao Portal Infonet.

Por Paulo Rolemberg

Comentários