Arquivo Público é reinaugurado após quase um ano em reforma

0
O local abriga um vasto material documental sobre as diferentes esferas do poder político do estado (Foto: Celse)

O Arquivo Público do Estado de Sergipe foi reinaugurado no final da tarde desta segunda-feira, 28, após um período de quase um ano em reformas para reparos na estrutura e nas suas dependências. O local abriga um vasto material documental sobre as diferentes esferas do poder político do estado. Os reparos se iniciaram em abril do ano passado a partir de uma iniciava das Centrais Elétricas do Estado de Sergipe (CELSE).

Secretário de Estado da Educação, Josué Modesto Subrinho (Foto: Portal Infonet)

Segundo o Secretário de Estado da Educação, Josué Modesto Subrinho, a reinauguração do espaço contribui para o fortalecimento da memória coletiva de Sergipe. “O prédio tem servido como casa do principal conjunto de documentos produzidos pela Administração Pública da Província e do Estado de Sergipe”, destaca. Ainda de acordo com o secretário, manter viva estruturas como estas é tratar com respeito o passado e, dessa maneira, ter condições de projetar um futuro seguro.

Ainda durante a cerimônia de reinauguração, Modesto Subrinho destacou a importância da preservação de prédios antigos para evitar incidentes como aquele ocorrido com o Museu Nacional do Rio de Janeiro, em setembro do ano passado. Para o secretário, a cultura precisa ser valorizada e cuidada com muito esmero. O titular da pasta de educação também destacou que as obras realizadas no Arquivo Público fazem parte de uma integração cujo principal objetivo é resguardar a importâncias de entidades públicas para a formação de uma cultura viva e próspera. “Do ponto de vista cultural, o investimento nesse prédio faz parte de um conjunto que abrange as reformas nas bibliotecas públicas e o Teatro Tobias Barreto”, salienta.

Governador Belivaldo Chagas durante cerimônia de inauguração (Foto: Portal Infonet)

Obras

A obra, contratada pela Companhia Elétrica de Sergipe (Celse), recebeu investimentos de cerca de R$ 900 mil. A iniciativa visa a preservação de prédios públicos e históricos como esse, construído em 1936, para abrigar a então ‘Biblioteca Pública e a Secção do Arquivo Público’. O gigantesco arquivo teve sua origem na Seção de Arquivo da Biblioteca Pública Provincial, criada em 1848 (Lei n° 2.33), com a finalidade de guardar os originais ou cópias de quaisquer papéis do Governo Geral ou Provincial, cuja guarda no arquivo se julgava conveniente, além de notícias importantes.

As obras do Arquivo Público foram iniciadas em abril de 2018. O auditório, com capacidade para 96 pessoas, foi totalmente recuperado e nele implantado uma plataforma de elevação para cadeirantes. A acessibilidade foi contemplada com a colocação de um elevador com acessos ao ambiente de pesquisa, bem como a reforma de banheiros para adequação à lei de acessibilidade.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio com informações da ASN

Comentários