Carreta leva cinema para crianças carente

0

A carreta tem capacidade para 87 lugares (Fotos: Portal Infonet)

Um momento mágico foi vivenciado por centenas de crianças da Creche Dom Távora, uma instituição filantrópica, localizada no bairro Cirurgia, em Aracaju, que atende aos pequenos com idades que variam de dois a 11 anos. Na manhã desta sexta-feira, 29, a garotada assistiu ao filme ‘Meu Malvado Favorito’, dentro de uma carreta equipada com cinema, estacionada em frente ao Oceanário da Orla de Atalaia.

Aracaju é a 21º cidade brasileira a receber o projeto Ultragaz Cultural, que este ano completa a sua 11ª edição. A turnê iniciou no dia dois de agosto, no município de São Paulo, onde percorrerá 25 cidades de 13 Estados, além do Distrito Federal. O projeto ficará em Aracaju somente dois dias [29 e 30], seguindo viagem para mais quatros destinos. Todas as crianças recebem pipoca e refrigerantes durante as exibições.

Para a gerente de Sustentabilidade da Ultragaz, Daniela Gentil, as sessões serão das oito às 18h. “São cinco sessões diárias, sendo quatro destinadas às escolas públicas e a última exibição, as 18h, é destinada ao publico em geral. Os filmes apresentados saíram recentemente da telona, dos principais cinemas dos shopping Center do país”, informou completando os nomes dos filmes: Rio, Toy Story 3, Meu Malvado Favorido, Rango, Zé Colméia, entre outros.

Centenas de crianças da Creche Dom Távora assistiram ao filme 'Meu Malvado Favorito'

De acordo com a professora da Creche, Rosenildes batista dos Santos, muitas das crianças nunca haviam pisado em uma sala de cinema. “Somente de minha classe vieram 13 crianças, nesta sessão. Mais da instituição vieram mais de cem meninos e meninas, já que esta é a segunda turma que vem hoje”, destacou afirmando que havia muita expectativa entre as crianças.

Sustentabilidade

De acordo com informações da representante do projeto, todo o material utilizado durante as exibições, como copos plástico, latas e embalagens, são enviadas a uma cooperativa de reciclagem da cidade. “Em Aracaju, enviamos para o Care, que é uma instituição renomada. Também é importante lembrar que o CO² produzido pelo caminhão  é compensado pela empresa no plantio de árvores”, garantiu.

Por Danilo Cardoso

Comentários