Cd traz composições de Marcelo Ribeiro e Sérgio Botto

0
O disco reúne 15 faixas de músicas (Fotos: Portal Infonet)

Nesta segunda-feira, 16, véspera de feriado, será realizado o lançamento do CD ‘Fina Flor’ com um show a partir das 19h, no Restaurante Expresso [Avenida Tancredo Neves].

O disco reúne 15 faixas compostas por Marcelo Ribeiro em parceria com o músico Sérgio Botto já falecido. O CD foi gravado parte no Rio de janeiro e outra em Aracaju, trazendo uma mistura de gêneros musicais como o chorinho, bossa nova e canção.

Tem também a participação dos sergipanos Paulo Lobo, Cris Assunção, Neu Fontes, Nino Karvan, Luis Arnaldo e, ao piano, João Ventura e Cristovão Bastos.

De acordo com Marcelo Ribeiro, a ideia da parceria surgiu anos depois dele e Sérgio terem se conhecido. “Conheci Sérgio quando ainda era primeiro ano do ginásio a gente era de turma diferente, o via, mas não tinha aproximação. O tempo passou e eu vi que Sérgio Botto se envolveu com música, desde rapazinho, teve conjunto musical e foi sempre ligado a música. Quando ele voltou a Aracaju nos reaproximamos, ficamos amigos e fizemos uma parceria”, informa.

A iniciativa de lançar o CD partiu do próprio Marcelo Ribeiro. “Fui eu que tomei a iniciativa e disse escrevemos tantas letras e como não fazer um CD. Aí a gente escolheu umas 15 músicas, começou a gravar, mas ele era perfeccionista e entrou em contato com pessoal do sul para fazer o arranjo. A gente iria gravar mais algumas músicas deixando uma cota para a prata da casa, mas foi quando Sérgio morreu repentinamente, teve um infarto e a gente estava no meio do processo e na missa de sétimo dia eu disse que iria botar o projeto pra frente”, conta.

Marcelo Ribeiro diz que o lançamento será uma homenagem ao companheiro Sérgio Botto 

A escolha do nome do CD surgiu de uma das letras da música, sendo a canção homônima apresentada em duas versões. “Fina flor é uma música que me toca muito, bem romântica e suave e foi minha ideia e Sergio acatou de botar fina flor. A ideia era que ele abriria com Fina Flor no piano de Joãozinho Ventura, mas quando Sergio morreu eu mudei. Ao invés de começar e fechar com fina flor, decidi botar ela como a décima quarta música e encerrar com Sérgio cantando um choro”, afirma.

Para a apresentação desta noite, já confirmaram presença os músicos sergipanos Luiz Arnaldo, Paulo Lobo, Tonho Baixinho, Dana Estavo, além de Nino Karvan. “Vai ser uma noitada de congraçamento e aberto para todo mundo. O lançamento do livro já é uma homenagem a Sérgio Botto, ele cantando e claro e acho que os cantores vão falar porque a intenção é não deixar a memória de Sergio esquecida”, garante Marcelo.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários