Comédia “Sexo, ETC e Tal” se apresenta em Aracaju pela 4ª Vez

0

A peça será exibida hoje, 27, e amanhã, 28, no TTB (Foto: Divulgação)

Em cartaz há sete anos e assistido por mais de 2 milhões de espectadores, a comédia ‘Sexo, Etc e Tal’, está de volta a Aracaju hoje, 27, e neste domingo, 28, no Teatro Tobias Barreto (TTB), às 21h e 20h, respectivamente. Os atores André Rangel e Fabi Aquino tratam do tema 'sexo' com humor e pura descontração. Para deixar o público com vontade de assistir ao espetáculo, os dois atores receberam a equipe do Portal Infonet para um bate papo. Confira.

Portal Infonet: Como surgiu o nome da peça?

André Rangel -O nome não era esse ‘Sexo, Etc e Tal’, mas ‘Sexo. Com’. O nome eu decidi colocar sexo, porque o nome já mostra o que todo mundo gosta, todo mundo faz, todo mundo quer (risos). Além disso, sugere as outras possibilidades que o sexo pode nos dar também. Não sugere só ao sexo ou a prática, mas outras vertentes que o sexo pode oferecer.

Infonet- Como é para você está em cima do palco e tratar do tema ‘Sexo’

Fabi Aquino: É um tema que é tabú, principalmente para mulheres porque é mais difícil ouvir a mulher falar em sexo. Para mim no começo foi difícil também, tinha aquela vergonha, mas é texto e você tem que desenvolver. Como ele [André Rangel] disse sexo todo mundo faz, todo mundo quer. A gente tem que aprender a falar e falar de uma forma correta porque fica mais gostoso de falar e para as pessoas ouvirem.

Infonet- Qual a fórmula para o espetáculo ‘Sexo, Etc e Tal’ ser um sucesso por onde passa?

Os atores André Rangel e Fabi Aquino   (Foto: Portal Infonet)  

A.R. Todo sucesso parte do nome do espetáculo, fui muito abençoado por Deus quando pude escolher esse nome ‘Sexo etc e tal’. O nome é responsável por 60% do espetáculo e já é um sucesso.

Infonet: Sobre o que trata a ‘palestra’ na peça?

F. A. Tem uma palestrante que é polêmica, faz palestra sobre o sexo principalmente da traição, como detectar a traição, como prevenir a traição.

A.R. A cena é um alerta de todos os segmentos. Nesta cena a gente ver os casais se cutucando, rindo, mas acima de tudo todos saem para uma lua de mel (risos).

Infonet- Para compor os personagens na peça você buscou inspiração em alguém?

A.R. Todos os personagens do espetáculo é baseado na vida real. O que é o humor e a comédia? É uma lente de aumento em cima do fato real do dia a dia. A sexo etc e tal é um espetáculo sem sinônimos e sem antônimos, empregamos o português na forma da calçada aonde o povão fala. Independente de você ter um carro importado ou uma conta no banco internacional, todos nós falamos a mesma linguagem no pensamento e no sentimento. Então ‘Sexo etc e tal’ é isso, é um fato que acontece na calçada no nosso dia a dia, sobretudo no dia a dia popular.

Infonet- Como é tratar do comportamento do homem com os temas sexo e amor, sexo e traição?

A.R. Sexo é isso, sexo ele combina com o amor, traição, sexo na internet, e fidelidade. Sexo combina com qualquer coisa, sexo combina com a vida, com a reprodução. Você não pode combinar uma roupa com um sapato que não convêm ou mesmo um cabelo com uma roupa que não convém, por isso sexo etc e tal é uma paixão nacional.

Infonet- No final da peça você compõe um personagem e anda de salto alto, como é para você fazer esse papel?

A.R. O final é uma surpresa para o espetáculo, é uma drag Ryanely. Quem me deu esse nome foi batizado por Vera Verão.  A Ryanely é uma psicóloga do povo e no final do palco ela desce na platéia e faz uma terapia de confronto e aí eu venho com um vestido minúsculo e desfilando num salto 27, agora o resto é uma surpresa para o Teatro Tobias Barreto.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais