Comerciantes acreditam superar vendas de 2004

0

Cariri aposta na estrutura e bom atendimento
A cerveja está gelada e tem uma variedade de petiscos. Esta é a receita que os barraqueiros esperam fazer sucesso nos 13 dias de Forró Caju. Nem mesmo o tempo chuvoso afastou os forrozeiros, que comparecem em grande número à praça de eventos dos mercados municipais em Aracaju. “Esperamos que seja melhor e supere as vendas do ano passado”, acredita o gerente do Bar e Restaurante Cariri, Wellington Mota.

Os bares, que contam com gás canalizado, investiram em estrutura para dar comodidade aos forrozeiros. “Temos área para atendimento individual e colocamos 60 mesas, com quatro lugares, a disposição dos clientes”, revela Wellington, acrescentando que o bar montou uma equipe de graçons para atender bem aos forrozeiros que prestigiarem o Cariri.

O Candeeiro apostou na tradição e trouxe uma réplica de uma casa de taipa, moradia típica do sertão. Os capeteiros, vendedores de caipiroiscas, batidas e capetas, também acreditam em boas vendas. “O tempo está frio e a tendência é a procura por bebidas mais quentes. Além disso, o povão não toma muita gelada, prefere o capeta”, afirma o vendedor Clésio dos Santos.

Na parte externa da estrutura da festa, os ambulantes, embora mais apreensivos, acreditam que hoje será um dia bom para vendas, mas dizem que na noite do sábado as vendas tendem a crescer ainda mais. “Muita gente trabalha no sábado e por isso não vem na sexta”, diz Maria José da Silva. Comidas a base de milho são facilmente encontradas na festa, como também o tradicional churrasquinho. 

Por Ailton Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais