Companhia de Dança Deborah Colker apresenta “Nó” nesta terça e quarta

0

Bailarinos amarrados com cordas, corpos que se aprisionam e se libertam, movimentos inspirados em um cavalo, dançarinos entrelaçados, uma mulher presa pelos cabelos. Estes são apenas alguns dos ingredientes poéticos que formam o espetáculo ‘Nó’, da Companhia de Dança Deborah Colker, em cartaz no Teatro Tobias Barreto nos dias 13 e 14 (terça e quarta). Em seu sétimo espetáculo, Deborah transforma em dança um tema demasiado humano: o desejo. Na terça-feira, além do espetáculo da noite, a Companhia fará um especial destinado às crianças, marcado para às 18h.

A proposta de Débora é inusitada: são 120 cordas emaranhadas. Nelas, os bailarinos se amarram, em movimentos de aprisionar e libertar. Assim como o desejo, as cordas provocam prazer e dor, sofrimento e libertação. ‘Nó’ traz os elementos que tornaram a companhia um fenômeno de comunicação com o público – o virtuosismo coreográfico, a precisão e o vigor dos bailarinos, a

exploração e a ocupação de novos espaços cênicos – mas está impregnado de novidades.

‘Nó’ fez sua estréia mundial em maio de 2005, no Festival de Wolfsburgo, na Alemanha, onde se apresentou por quatro dias, com enorme sucesso de público. Em junho, estreou no Brasil, fazendo uma temporada no Rio de Janeiro, de onde partiu para turnê por várias capitais brasileiras. Agora em 2007, nos meses de março e abril, estão agendadas19 apresentações em várias capitais brasileiras.

A ficha técnica traz os nomes que acompanham Deborah desde o surgimento da companhia. Jorginho de Carvalho é responsável pela iluminação, João Elias é o diretor-executivo, e a direção musical é de Berna Ceppas, que desta vez optou por uma trilha menos pop e mais conceitual. No primeiro ato,

Fotos: http://www.ciadeborahcolker.com.br
um zumbido intenso é seguido de guitarras, da harpa de Alice Coltrane e de músicas que buscam o estranhamento, compostas por Ceppas e Alexandre Kassin.

Deborah levou mais de dois anos para elaborar seu novo espetáculo, que tem co-direção de Flavio Colker. De novembro de 2002 até agora, ela fez dez roteiros, intercalando os ensaios com as apresentações da companhia pelo Brasil e pelo exterior.

Os ingressos para o espetáculo estão à venda na bilheteria do teatro, ao preço de R$ 30 a meia entrada e R$ 60 a inteira.

Conheça mais sobre o trabalho da Companhia de Dança Deborah Colker

Comentários