Conheça o significado e a simbologia da Quaresma para os cristãos

0
A Quaresma retoma o período no qual Jesus esteve no deserto durante 40 dias antes de iniciar a sua missão pública (Foto: Arquidiocese de Aracaju)

Nesta Quarta-feira de Cinzas, 17, se encerra oficialmente o Carnaval e começa a preparação para a principal celebração da Igreja Católica, a Páscoa. Segundo o padre João Cláudio da Conceição, entre os dias 17 de fevereiro e 3 de abril, tem-se o período quaresmal, voltado para à prática da reflexão, caridade e partilha.

A Quaresma retoma o período no qual Jesus esteve no deserto durante 40 dias antes de iniciar a sua missão pública. De acordo com o pe. João Cláudio (pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida na Farolândia), Jesus venceu as tentações revestindo-se da Palavra de Deus. Sendo assim, durante o período da quaresma, católicos e as pessoas de boa vontade são chamados a redescobrir a centralidade da Palavra de Deus na própria vida. “Todos precisamos de uma bússola, de critérios norteadores para a vida cotidiana e o tempo quaresmal é o momento oportuno para que a Palavra de Deus oriente todas as nossas ações”, diz o padre.

Pe, João Cláudio explica a simbologia que há por trás do período quaresmal (Foto: arquivo/ Portal Infonet)

Ainda segundo ele, a quaresma também é um tempo litúrgico no qual três práticas importantes para o amadurecimento da fé precisam ser acentuadas. São elas: o jejum, a abstinência e as obras de caridade. “O jejum está ligado ao alimento que podemos abrir mão fazendo a experiência de que somos sustentados por Jesus. A abstinência implica uma atividade, um programa de TV que gostamos e deixaremos de lado para termos mais tempo de diálogo com Jesus, os nossos familiares e amigos. As obras de caridade abrem o coração para que enxerguemos as pessoas mais necessitadas e ajudemos na superação das vulnerabilidades”, detalha o clérigo

De um modo geral, o padre salienta que ao praticar esses ensinamentos deixados por Jesus estaremos nos conectando não só a Ele, mas também com uma possível nova versão que poderemos dar a nós mesmos. Afinal, na visão do padre, o cristão precisa encontrar quais as mudanças de rotas e perspectivas que Jesus deseja para a nossa vida. “O tempo quaresmal traz um apelo de conversão, de mudanças de rotas. E assim a vida irá convergir para as direções apontadas por Jesus”, pontua o pe. João Cláudio.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais