Contagem regressiva para o Curta-SE 2009

0

Falta exatamente um mês para mais uma edição do Festival Í bero-Americano de Cinema de Sergipe: o Curta-SE 2009. A edição deste ano acontece de 29 de setembro a 3 de outubro e a organização do evento já está com quase tudo pronto. No entanto, a programação ainda não foi totalmente fechada, pois falta a confirmação de alguns patrocínios.

“Tivemos que mudar a data do evento duas vezes, pois estávamos esperando o resultado do edital da Petrobras, que esse ano teve um atraso. Felizmente fomos contemplados”, afirma a coordenadora de produção e financeiro do Curta-SE, Deyse Rocha. Além disso, pela primeira vez o Banese irá apoiar o evento. Apesar dessa conquista, ela conta que ainda está na expectativa de mais dois importantes anúncios: o apoio da Prefeitura Municipal de Aracaju e do Governo do Estado.

Deyse explica que nunca dá para prever quanto será gasto com a produção e que é preciso sempre adaptar a realidade do evento ao que é possível captar em verba. Mesmo diante das dificuldades e incertezas a coordenadora nem cogita a possibilidade de desistir. “Mesmo que fosse em qualquer proporção, mas iria acontecer”, afirma.

Deyse Rocha, coordenadora de produção e financeiro do Curta-SE
Produção internacional x local

O Curta-SE já se consolidou como um evento de caráter internacional e ficou conhecido como uma marca que reúne as tendências do áudio-visual. Para reforçar ainda mais essa característica, este ano o número de inscritos de outros países superou as demais edições. Foram ao todo 37 inscritos de países como Portugal, Espanha, México e Argentina. Desse total, cinco foram selecionados para a mostra competitiva e sete para a mostra informativa.

Em contrapartida, Deyse conta que caiu o número de produção local inscrita no festival. “Não saberia explicar o porquê”, ressaltou. Mas destaca que um fato inédito chamou a atenção, que foi a inscrição de dois longas produzidos no Estado, mais especificamente no município de Itabaianinha, que possivelmente serão apresentados na mostra informativa do Curta-SE. “Para estimular e louvar a produção local”, explica.

Mudanças

Diferente das demais edições do festival, que dividiu as exibições em locais diferentes, este ano todas as mostras ocorrerão no Cinemark Jardins. E dessa vez os municípios escolhidos para as mostras informativas, são Laranjeiras e Estância. São Cristóvão saiu da programação para dar lugar à cidade de Laranjeiras, que concorre a Patrimônio Histórico e Artístico Mundial.  

O festival é uma realização da Casa Curta-SE
Além disso, a princípio será realizada apenas uma oficina durante o festival, diferente de anos anteriores quando ocorriam sempre duas.  “Por uma questão de contenção de gastos, tivemos que fazer alguns ajustes”, ressalta Deyse. A oficina irá abordar a Produção de Conteúdos Digitais e os participantes terão que captar tudo o que tiver acontecendo no evento, para ser exibido posteriormente dentro do próprio festival. O número de vagas é limitado e ainda haverá uma pré-seleção dos participantes.

Uma década de Curta-SE

Próximo ano o Curta-SE irá comemorar dez anos de estrada e para fazer uma festa a altura da importância do festival, a produção do evento já está mobilizada para dar início à pré-produção da décima edição. “Estamos com várias coisas em mente. Sabemos que sonhar é preciso, mas estamos com o pé no chão”, afirma a coordenadora de produção.

Por Carla Sousa

Comentários