Cuidado redobrado com os membros inferiores

0

Muito som, bebida, gente bonita e azaração. Tudo é festa durante os dias 05 a 08 de fevereiro, data do Pré-Caju, a tão esperada prévia carnavalesca da cidade. As pessoas se esbaldam dançando e cantando e muitas vezes esquecem de que seu corpo possui limites. Limites que, quando ultrapassados, resultam em reações indesejadas no organismo humano. Quando se dança muito, o corpo é bastante movimentado e os membros inferiores são os mais atingidos pelas lesões. O joelho é o vilão da história, sendo a causa do fim da festa para muitos. “Ele é o campeão nos acometimentos, pelo fato de a sobrecarga do corpo se concentrar nele”, explica a fisioterapeuta Cleide Vieira. A maior parte das lesões ocorridas na festa são as dores nas articulações e a fadiga muscular, causada pela movimentação excessiva. “Os movimentos realizados durante a dança fazem com que haja muita abdução do quadril, ocasionando o desgaste no joelho. Há também as lesões que acontecem na parte posterior do corpo, na região da coluna vertebral”, completa a fisioterapeuta. Para diminuir o risco de lesões, o folião precisa estar atento a alguns detalhes. O tipo de calçado é um dos itens que merecem atenção. “O calçado mais indicado é o tênis de cano longo, que faz com que não ocorra a fadiga muscular, ou as dores nas pernas, porque amortece a sola do pé”, afirma Cleide. Ela enfatizou que ter atenção a esse detalhe pode fazer a diferença, para que o folião brinque com tranqüilidade os quatro dias de festa. Por Najara Lima

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais