Curta-SE promove discussões sobre a distribuição de conteúdos audiovisuais

0

Evento prossegue até o dia 17 de setembro (Foto: Divulgação Curta-SE)

Durante o Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe (Curta-SE) acontecem diversas atividades que buscam difundir e dinamizar a cena audiovisual e cultural sergipana. Uma dessas atividades é a chamada ‘Roda de Conversas’ que este ano visa fomentar a discussão sobre a distribuição de conteúdos audiovisuais. Os debates serão nesta quinta-feira, 15, no Sebrae.

A primeira roda, que começa às 9h, é intitulada ‘Os realizadores, a crítica e os desafios da Transmídia’. A mesa traz como convidados Cavi Borges, cineasta fundador da locadora Cavideo – RJ; Silvia Prado, idealizadora do evento UPTO3 – SP; Amilton Pinheiro, editor da Revista Brasileiros – SP; Rosário Caetano responsável pelo blog Almanaque – SP; Tony Viegas, supervisor de pós-produção dos Estúdios Mega – SP; Carlos Eduardo de Aguiar,  representante do blog Circuito Fora do Eixo – SP.

A segunda acontece logo depois, às 11h, e discutirá  sobre ‘A Importância Estratégica dos Direitos de Propriedade Intelectual e o Público’. João Batista Pimentel, Diretor de Articulação e Comunicações do Congresso Brasileiro de Cinema (CBC) – SP; Marcílio Moraes, presidente da Associação Brasileira dos Roteiristas Profissionais de Televisão e Outros Veículos de Comunicação (ARTV) – RJ; e Thenisson Dória, conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil de Sergipe – OAB-SE compõem a segunda roda.

A dinâmica de perguntas e respostas vai embalar o ritmo das discussões durante as rodas, que prometem acender a chama das novas reivindicações por territórios livres e dinâmicos, sejam eles reais ou virtuais. Isso com o objetivo de tornar cada vez mais acessível a difusão de cultura e conhecimento. “Queremos entender, propulsionar e promover a diversidade desse mercado de distribuição de conteúdos, poroso e de fluxos multidirecionais enquanto ainda temos participação coletiva” diz a diretora executiva do Curta-se, Rosângela Rocha.

Para Rosângela, a intenção de trazer este tipo de discussões para o evento se faz necessária por conta do crescimento do cenário de audiovisual no estado. “Sabemos que algumas iniciativas do tipo despontam no eixo Rio-São Paulo e que o conhecimento e a prática ficam ressalvados somente aos presentes ou a esta região. Queremos inserir Sergipe nessa georreferência” explica a diretora.

Apoio

O Curta-SE, incentivado pela Lei de Incentivo à Cultura, tem patrocínio da Petrobras, co-patrocínio do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Comunicação Social, apoio cultural do Cinemark, Banco do Nordeste e Fundação Aperipê, apoio do Pontão Avenida Brasil, Ponto de Cultura Figuras em Trânsito, Banese Card, Shopping Jardins, Mega Collor, CiaRio, Estúdios Mega, Cinerama Brasilis, Nova Digital, Porta Curtas, Canal Brasil, Revista Preview, Revista Raça Brasil, Revista Brasileiros, Sesc Sergipe, Unit, UFS, Secretaria de Estado da Cultura, Prefeituras de Estância, Laranjeiras e São Cristóvão, Fórum dos Festivais, Congresso Brasileiro de Cinema, Conselho Nacional de Cineclubes, ABD/SE, Segrase, Infonet, Superlux, Ativa Impressão Digital, Swapi, Sebrae e Faculdade Serigy, com realização da Casa Curta-SE e Ministério da Cultura/Governo Federal.

Fonte: Ascom Curta-SE

Comentários