Festival de Música da Aperipê celebra música sergipana

0

Dez finalistas apresentaram-se no Teatro Lourival Baptista (Fotos: portal Infonet)
A noite deste sábado, 23, foi de celebração da música sergipana. O Festival Aperipê de Música reuniu no lotado auditório do Teatro Lourival Baptista os dez finalistas da etapa estadual do Festival Nacional de Música da  Associação das Rádios Públicas do Brasil (Arpub). No palco revezaram-se conhecidos e novos nomes da cena musical atual, que asseveram a evolução da produção musical sergipana nos últimos anos.

As dez músicas mais votadas pela internet foram apresentadas por seus respectivos criadores. Uma comissão formada por cinco jurados, entre eles jornalistas, cantores, compositores e poetas, será a responsável por escolher o nome que vai representar Sergipe na final do grande concurso nacional, que em 2009 elevou nacionalmente o nome da cantora e compositora Patrícia Polayne, que encerrará a noite de apresentações.

Etapa sergipana é a única que conta com apresentação ao vivo
Durante a abertura do evento, a superintendente da Fundação Aperipê, Indira Amaral, ressaltou que o Estado vive um momento historio no cenário musical. “Mas ainda há muito a ser feito. Com o envolvimento do público e dos artistas locais nós vamos mais longe, por que há um universo a frente”, disse.

O secretário adjunto de Estado da Cultura, Marcelo Rangel, destacou que Aperipê inovou dentro do concurso da Arpub, já que em nenhum outro lugar os artistas apresentam ao público, ao vivo, as músicas com as quais concorrem. “A gente fica feliz em ver o teatro lotado. Essa é uma prova de que a Cultura está sendo promovida de todas as formas”, elogiou.

Edézio Aragão, diretor da Rádio Aperipê, disse que a noite deste sábado é apenas a abertura de um ciclo. “Foram três meses de inscrições e participações. É uma grande felicidade ver esse encontro do artista com o público. Mas esse ciclo não se encerra aqui, vamos fechá-lo em dezembro, com o aniversário de 15 anos da rádio”, avisou.

Diversificação

Edézio Aragão destaca diversificação dos trabalhos apresentados
Ele disse, ainda, que além da adoção do nome Festival Aperipê de Música, a fase estadual do concurso da Arpub foi marcada pela diversificação dos trabalhos inscritos. “Conseguimos ter mais tempo para a preparação e aí o número de participantes foi bem maior que em 2009. Desde o início das inscrições ficou claro que teríamos um festival marcado pela diversificação”, afirma.

Aragão comentou ainda que o fato de a cantora Patrícia Polayne ter saído vitoriosa do Festival Nacional de Música da Arpub deu um peso maior à etapa estadual, implicando, consequentemente, uma maior expectativa para os vencedores desta noite. “O que a Patrícia conseguiu mostrar ao alcançar a vitória foi o qanto a produção musical evoluiu. Isso nos deu uma maior responsabilidade, um parâmetro. Temos certeza que não é uma expectativa que vai ser frustrada”, destaca o diretor da Rádio Aperipê.

Grupo Café Pequeno destaca projeção que o festival provoca
Incentivo

Entre os finalistas do festival a alegria de participar desta noite de festa era evidente. Os integrantes do grupo Café Pequeno, que concorre na categoria Melhor Música Instrumental, confirmam que o evento tende a incentivar um número cada vez maior de artistas a participar do concurso. “O espaço [para a música sergipana] está mais aberto. Esta é a segunda vez que participamos e assim sempre vamos fazer. Tem também o lado da projeção, pois as músicas finalistas tocam com maior freqüência na rádio. Isso é bacana, a sensação é de felicidade”, disse Guga Montalvão, um dos integrantes do grupo, que é formado, ainda, por Júlio Rego, Pedrinho Mendonça e ‘Tonico’.

Participando pela primeira vez de um festival, o vocalista da banda Nantes, Arthur Matos, também ressalta que eventos como esse provocam uma maior movimentação entre os artistas levando-os a produzir coisas novas. “O resultado é essa festa, essa aproximação com o público. A responsabilidade, agora, é grande, porque todos querem superar a edição de 2009”, diz.

Arthur, da banda Nantes, comemora estréia no Festival de Música da Aperipê
Concorrem nas categorias Melhor Música com Letra, Melhor Música Instrumental e Melhor Intérprete o cantor Alberto Silveira, com a música ‘Pelo Mundo #1’, a Banda Sauna 970, com ‘Bela Nostalgia’, Cabedal, com ‘Jô’, o grupo Café Pequeno, com ‘Hang Drum Café’,  Cícero Guerra, com ‘Pátria Mãe’, Mutante In Sanidade, com ‘Eu Quero Ficar Sozinho’, Nantes, com ‘De Volta a Saturno’, Odir Caius, com ‘Domingo no Clube Jubileu de Prata’, Sérgio Lucas, com ‘Mucambo dos Pretos’ e The Baggios, com a música ‘Em Outras’.

O resultado da votação deve sair ainda nesta madrugada.

Por Diógenes de Souza

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais