God Save The Queen apresenta-se na capital

0
Banda cover é conhecida pela semelhança com a original (Foto: Divulgação)

A banda internacional tributo ao Queen mais famosa do mundo, God Save The Queen, apresenta-se pela primeira vez em Aracaju no dia 17, às 20h, no Teatro Tobias Barreto. Recém chegados de uma turnê pela Europa com mais de 30 shows na Espanha, Inglaterra e Suíça, onde se apresentaram diante de mais de 90 mil pessoas, em cidades como Santiago de Compostela, Madri, Barcelona, Liverpool e Montreux, God Save The Queen fará apresentações no Brasil dentro de uma extensa turnê mundial.

No show, a banda vai apresentar o seu DVD, que foi gravado ao vivo no estádio Luna Park, em Buenos Aires, em Março de 2006. O DVD contém 24 canções e é uma réplica exata do concerto que o Queen fez na Argentina en Março de 1981, comemorando seu 25º aniversario. Destacam-se clássicos como 'Bohemian Rhapsody', 'We Are The Champions', 'Play The Game' e 'Another One Bites the Dust', entre outros temas. A reprodução do concerto envolve tambem uma minuciosa copia do cenário, som, iluminação, técnica e vestuário que utilizou o famoso grupo inglês naquele concerto.

Além dos trejeitos de cada intregrante, os fãs observarão a incrível semelhança do vocalista com Freddie Mercure.

História da banda

God Save The Queen tem seu nome original em Espanhol 'Diós Salve A La Reina', e é formada por quatro músicos que conseguem criar a sensação de apresentar um recital do Queen ao vivo, com sons, vestuários e cenário tal qual o legendário grupo inglês fez em sua extensa trajetória. Tem recebido inúmeros elogios da crítica a nível mundial, e hoje em dia é o grupo tributo ao Queen mais reconhecido do mundo.

A banda formou-se em 1998, na cidade de Rosario, na Argentina. O principal objetivo do grupo foi fazer uma reprodução precisa do concerto ao vivo do Queen, alcançando seus estilos, sons, e a estética original do inesquecível show que o Queen realizou em Buenos Aires no ano de 1981, extasiando mais de 80.000 pessoas.

Os integrantes são Pablo Padín (voz, piano e violão), Francisco Calgaro (guitarra e teclados), Matías Albornoz (bateria) e Ezequiel Tibaldo (baixo).

Cada um deles representa um integrante original do Queen em cena e desenvolvem um repertório não só das músicas que o Queen tocava ao vivo, mas também com canções que o Queen somente apresentou em estúdio, como a parte em ópera de Bohemian Rhapsody.

Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro e custam R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais