Jornalista Marcos Cardoso lança seu primeiro romance

0

 

Livro “O Anofelino Solerte” foi lançado nesta sexta-feira, 28 (Foto: Portal Infonet)

O jornalista Marcos Cardoso lançou nesta sexta-feira, 28, na livraria Escariz, o seu primeiro romance. A obra intitulada “O Anofelino Solerte” é romance de formação, narrativa sobre o processo de desenvolvimento físico, psicológico, moral, espiritual, social e político de um personagem Mosquito.

Marcos Cardoso lançou o seu primeiro romance

“É a história de crescimento, em todos os sentidos, de um indivíduo. É também uma narrativa de descobertas de amizade, amor, sexo, dores e morte, que no fim das contas, traz esperança. Em resumo, é uma história leve sobre crescimento de pessoas e com um desfecho esperançoso”, conta o jornalista.

O jornalista destaca que o romance também traz uma mensagem de valorização da vida. “No fim, quero dizer que a vida vale a pena por causa de tudo que a gente vive, pelos prazeres que passamos e até pelas dores que vivemos”.

Apesar de estar em seu primeiro romance, Marcos Cardoso tem uma paixão antiga pela literatura e arte. “Quando jovem, publiquei um livro de poemas com três colegas. Também fiz cartuns para jornal, editei e participei, como autor, de um livro de desenhos de humor, charges e cartuns, e ainda escrevi contatos e participei de concursos. No jornalismo, sempre gostei de fazer crônicas políticas e sociais, e há 10 anos, resolvi escrever o romance”, detalha.

“O Anofelino Solerte” é um livro com 204 páginas e foi editado pela Edise/Segrase. O projeto gráfico é de Adilma Menezes e Cícero Guimarães. Uma novidade são as ilustrações da capa e do miolo, feitas por Marcus Vinicius, um estudante de design da Universidade Federal de Sergipe.

Sobre o autor

Marcos Cardoso trabalhou em praticamente todos os jornais e TVs de Aracaju desde que começou a carreira jornalística nos anos 80. Foi diretor de Redação do Jornal da Cidade por 10 anos, foi secretário de Comunicação da Prefeitura de Aracaju na segunda gestão de Edvaldo Nogueira, entre 2009 e 2012, e diretor de Comunicação do Tribunal de Contas de Sergipe sob a presidência do conselheiro Clóvis Barbosa, no biênio 2016-2017. É servidor da Universidade Federal de Sergipe há 26 anos, atualmente ocupando a direção da Rádio UFS.

por Verlane Estácio

Comentários