Lenda indígena sergipana é tema de curta-metragem

0

Cartaz do curta-metragem
Nesta quarta-feira, 20, às 19h30, no auditório da Sociedade Semear o curta-metragem sobre lenda indígena sergipana vai ser apresentado em sua primeira exibição pública. Os realizadores Alessandro Santana, Bruno Monteiro e Mauro Luciano escreveram, produziram e filmaram um curta com duração de 14″59″”, quatro meses de produção e orçamento de pouco mais de R$ 30. 

De acordo com os realizadores, este é um filme eminentemente político que trata da formação do passado e da contemporaneidade da nossa terra de uma forma crítica e alegórica. “É um filme político pela sua natureza”, afirma Alessandro Santana.

Para Hernany Donato, interpretando Cristóvão (o homem-branco), existia uma vontade muito grande de fazer algo relacionado à produção cultural aqui no Estado. “Isso precisava remeter a um certo mal-estar coletivo. Precisávamos colocar em prática nossas idéias e bons devaneios. Eis que surge a figura insistente e lúcida do Cacique Serigy”, finaliza o ator.

Confira o trailer do curta “A Eterna Maldição do Cacique Serigy”.

Cacique Serigy , interpretado por Janilson Ferreira(conhecido como “Estranho”) / Foto: Anderson Bruno
Sinopse

Um homem em pleno contato com a natureza se vê ameaçado por uma estranha embarcação. Depois que ela aportou, nada mais foi paz no seu jardim das delícias. Um filme eletrizante que traz à tona a estória de um mito. O mito de uma tribo qualquer brasileira que se prostra diante do canto embriagante e conveniente de invasores. Muito embora imerso nesse contexto de inanição de desejos mais concretos, aflora nas brenhas deste solo as forças da natureza personificadas na figura densa do cacique Serigy, esbravejador de uma tradição contrária às tradições, esta ao mesmo tempo que se esmaga, camufla-se nas estruturas desgastadas de povos quaisquer às nossas vistas, no lugar sem dono, desértico em atitudes, só ele, o cacique para nos dar essa idéia.

Ficha Técnica

Dados: Ficção, 14:59 minutos, Colorido,  Stereo.
Elenco: Andrezza Poconé, Estranho, Fred Leão e Hernany Donato.
Roteiro e Direção: Alessandro Santana, Bruno Monteiro e Mauro Luciano.
Produção: Bruno Monteiro e Alessandro Santana.
Fotografia: Bruno Monteiro.
Still: Anderson Bruno.
Edição: Alessandro Santana.

Comentários