Márcia Freire escolhe Aracaju para retomada

0

Márcia Freire dedicou mais de 20 anos à axé music
Um dos principais nomes da axé music nos anos 90, a cantora Márcia Freire esteve longe dos holofotes desde que deixou a banda Cheiro de Amor pela segunda vez em 2003. Agora a estrela prepara sua volta ao cenário musical e escolheu Aracaju como primeira escala de seu novo show, “Minha Marca”, que o público da Live confere nesta sexta.

Em uma animada conversa, Márcia Freire revelou ao Portal Infonet seu amor por Aracaju e a vontade de gravar aqui o seu primeiro DVD. Além disso, a cantora falou sobre momentos que marcaram sua carreira, sua frustração com o carnaval de Salvador e a rivalidade entre cantoras baianas. Confira a entrevista.

Portal Infonet – Por que você escolheu Aracaju para retomar sua carreira?
Márcia – Eu costumo dizer que Aracaju é o público mais fiel que um artista pode ter. Quando fiz um show aqui ano passado percebi que meu público continua o mesmo desde o Pré-Caju. E isso é muito bom para um artista que não está o tempo todo na mídia, mas que nunca sai da lembrança das pessoas. Minha carreira solo tocou mais aqui do que em Salvador. Se eu tenho todo esse apoio, tenho mais é que reverenciar, que recomeçar por aqui mesmo.

Portal Infonet – Por falar em Pré-Caju, você sente falta de participar da festa puxando o bloco Papagaiu”s?
Márcia – Sempre sinto falta de coisas boas. Sinto falta principalmente do público, porque é ele quem faz a festa. Lembro que chovia todo ano, sempre que eu passava pelo corredor da folia. O microfone até estragava pois eu cantava na chuva mesmo! E os foliões do bloco sabiam se divertir muito, mas sabiam se respeitar também. Era maravilhoso!

“Quero gravar meu primeiro DVD aqui en Aracaju”, revela a cantora
Portal Infonet – Você deixou a banda Cheiro de Amor em 1996, e voltou a comandar o grupo em 2000. Porque fez essas escolhas?
Márcia – Naquela época houve alguns desentendimentos que me levaram a sair da banda. Já o retorno foi por acaso. Eu estava voltando a trabalhar com os mesmos empresários do Cheiro mas ainda em carreira solo. Nesse momento a cantora Carla Visi, que era a vocalista na época, anunciou sua saída, e eles pediram para que eu retornasse à banda. Mas todos nós sabíamos que seria por pouco tempo, só até que eles encontrassem uma nova cantora. Aí eles descobriram a Aline Rosa.

Portal Infonet – O que você acha dessa nova geração de cantoras de axé?
Márcia – Elas são maravilhosas! Adoro a Claudia Leitte, pois ela é linda e faz um trabalho belíssimo de palco. Aline também. E ela amadureceu, pois entrou muito nova no Cheiro, assim como eu. Mas nós melhoramos com o tempo, porque temos uma voz, um carisma, um talento natural, mas aos poucos vamos nos aperfeiçoando. Tanto Aline quanto Claudinha cresceram muito. Claudia no início tinha um timbre muito parecido com o de Ivete, mas ela já adquiriu uma identidade própria. Essas novas cantoras são muito talentosas!

Portal Infonet – A mídia costuma apontar rivalidade entre as cantoras baianas. Você já passou por situação parecida?
Márcia – Na época em que a Carla Visi comandava o Cheiro as pessoas falavam que nós duas não nos dávamos bem. Não era verdade. Sempre tive um carinho enorme por Carlinha e sempre a admirei. Às vezes, quando nossos trios se cruzavam no carnaval de Salvador, eu acabava não falando com ela porque eu tive desentendimentos com o Cheiro de Amor. Não era nada pessoal contra Carla Visi. Todas somos muito amigas, mas a mídia gosta mesmo de alimentar essa rivalidade.

Portal Infonet Por que você ficou de fora do carnaval de Salvador deste ano?
Márcia – No ano passado eu puxei o trio para a pipoca, no circuito Barra-Ondina, com muita dificuldade. Era um bloco sem cordas, e ainda assim tinha gente que tentava impedir que eu saísse. Mas nós sabemos que isso não parte do povo, e sim de quem tem grana, de quem está no poder. E essas mesmas pessoas acabam apostando em gente que não tem nenhum talento. Eu vou para onde querem minha presença. Sei que Aracaju me adora, e é por isso que estou aqui.

Cantora se apresenta nesta sexta-feira, 17, na Live
Portal Infonet – O que o público aracajuano vai conferir na Live nesta sexta?
Márcia – Meu público pode esperar um grande show! Não vão faltar antigos sucessos como Canto ao pescador, Lero-Lero, Pureza da Paixão, Doce Obssessão e Auê. Também tem canções minhas em carreira solo e cantadas pela Carla Visi no Cheiro de Amor. Neste show eu inclui músicas de Ivete Sangalo e Claudia Leitte, pois sei que Sergipe também é fã das duas.

Portal Infonet – Quais são seus projeto futuros?
Márcia – Vou dar continuidade a essa turnê. Estou tentando levar o show para todo o Brasil. Vou pra Alagoas e também Minas Gerais. Depois quero levá-lo à São Paulo e outras cidades país afora.

Portal Infonet – E a Aracaju, quando volta?
Márcia – Muito em breve. Estou com o projeto de gravar meu DVD aqui. Aguardem!

Por Helmo Goes e Carla Sousa

Comentários