Ministra da Cultura virá para as comemorações do 8 de Julho

0
Entrega do título ocorre na sexta-feira, 8, na Praça São Francisco (Foto: André Moreira/ASN)

Na próxima sexta-feira, 8, os sergipanos celebrarão os 191 anos da emancipação política do Estado e a entrega oficial do diploma de título de Patrimônio Cultural da Humanidade à Praça São Francisco, na cidade de São Cristóvão. O espaço será palco de uma grande festa promovida pelo Governo de Sergipe, que terá início às 16h30 de sexta e contará com a presença da ministra da Cultura, Ana de Hollanda.

A ministra confirmou sua presença no evento na tarde da última sexta-feira, 1º. Na ocasião, Ana de Hollanda entregará o título de Patrimônio Cultural da Humanidade ao governador Marcelo Déda. O evento – coordenado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) com apoio de outros órgãos do Governo – contará ainda com a presença do presidente nacional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, de representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), e do ex-ministro da Cultura, Juca Ferreira.

Na opinião da secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, a presença da ministra e demais autoridades é sinal de prestígio. “A vinda da ministra a Sergipe, para firmar e documentar o título que a nossa praça São Francisco conquistou, é extremamente representativo, pois mostra o respeito que a cultura sergipana tem alcançado no cenário nacional nesses últimos anos”, disse Eloísa.

Grupos folclóricos, bandas filarmônicas e a Orquestra Sanfônica de Aracaju representarão a diversidade cultural do Estado neste evento. Além disso, a Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) fará concerto no Teatro Tobias Barreto (TTB), às 20h30 de sexta-feira, em homenagem à representatividade da data.

Condecoração

Na oportunidade, o governador também fará a entrega da Ordem do Mérito Aperipê (a mais alta condecoração oferecida pelo Governo do Estado) a personalidades que contribuíram para que a praça São Francisco se tornasse o 18º Patrimônio Cultural da Humanidade no Brasil – um dos privilegiados será o presidente do Iphan.

Além Luiz Fernando de Almeida, serão homenageados o embaixador do Brasil na Unesco, José Maurício Bustani; o assessor de Relações Internacionais do Iphan, Marcelo Brito; o subsecretário do patrimônio Histórico e Cultural de Sergipe, Luis Alberto; e o coordenador da Comissão Pró-Candidatura da Praça São Francisco a Patrimônio da Humanidade, Thiago Fragata.

Título

A decisão de Patrimônio da Humanidade dado à Praça São Francisco foi anunciada no dia 1º de agosto de 2010, em Brasília, onde se reuniu o Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco). O título tão esperado foi amplamente defendido pelo então ministro da Cultura e presidente do Comitê de Patrimônio da Unesco, Juca Ferreira, durante sua visita a Sergipe, no mês de junho.

Localizada na parte alta no município, a Praça, que tem mais de 400 anos, abriga grandes construções dos séculos XVI e XVII. Entre elas, o Convento e a Igreja de São Francisco, o Museu de Arte Sacra (antiga Capela da Ordem Terceira), a Santa Casa, a Igreja de Misericórdia e o Palácio Provincial, além de casarios antigos. Vale lembrar que também está localizado na Praça São Francisco o Museu Histórico de Sergipe, que recentemente completou 50 anos de existência e conta, através do seu acervo, grande parte da história do povo sergipano.

A candidatura, que surgiu em 2007 alegrou, na época, todos os sergipanos que se uniram a fim da aprovação do título. Poder público e sociedade civil formaram uma grande corrente e desde então somaram esforços para que a chancela se tornasse realidade. Muitas obras foram realizadas pelos Governos Federal, Estadual e Municipal, a fim de adequar a praça. Foi feita a iluminação interpretativa, inaugurada pelo ministro Juca Ferreira durante o Ato da Cultura, que aconteceu em junho e elevou ainda mais a possibilidade de vitória na candidatura.

O monumento foi o único candidato brasileiro entre os 39 bens que foram avaliados na sessão do Comitê da Unesco deste ano e, agora, é o 18º Patrimônio do país a entrar na seleta lista de menos de mil espaços reconhecidos pela Organização.

Fonte: Secult

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais