Mulheres Mangabeiras será exibido hoje no Sesc/Centro

0

O documentário será exibido hoje, 16, no Sesc  (Foto: divulgação)

Quem acha que filme é algo para grandes atrizes e uma estória fantástica, está enganado. Basta apenas uma história de luta construída coletivamente por atrizes e atores sociais, para transpor a dura batalha da vida para as telas de cinema.

É exatamente isso que encontramos no Documentário “Mulheres Mangabeiras”, que conta a realidade das Mulheres Catadoras de Mangaba no Estado de Sergipe. O filme é um produto do Projeto Catadoras de Mangaba Gerando Renda e Tecendo Vida em Sergipe, realizado pela Associação das Catadoras de Mangaba e Indiaroba(Ascamai), com o patrocínio do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania,  em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e apoio do Movimento das Catadoras de Mangaba de Sergipe (MCM), e está sendo exibido em diversas atividades no Estado.

A exibição do documentário ocorrerá hoje, 16, no auditório da  Unidade Sesc Centro (Rua Senador Rollemberg, 301), a partir das 14h30. A entrada é franca.

“O trabalho de Educação Popular feito com as Catadoras de Mangaba é, antes de tudo, um trabalho que está baseado na tomada de consciência, na percepção das Mulheres enquanto sujeitos históricos de uma realidade”, afirma a Professora e consultora do Projeto, Sonia Meire.

Esta semana a exibição do Documentário “Mulheres Mangabeiras” fará parte da programação da 7ª Mostra Pluriartística Novembro Negro 2011. Os material de audiovisual selecionado para a Mostra está dentro de três matrizes. O homem e sua relação com a natureza, o homem brasileiro e o futebol e o Cinema, fome e segurança alimentar.

“É a partir dessas matrizes que iremos refletir sobre a realidade das comunidades sulbalternas, como elas criam estratégias de sobrevivência, além de refletir como o cinema vem encarando estas questões sociais”, afirma Wolney Nascimento, técnico em Cinema do SESC Centro.

O documentário “Mulheres Mangabeiras” é a única produção sergipana que será exibida na Mostra. Retratando a realidade das centenas de Mulheres Catadoras de Mangaba, a exibição contará com um bate-papo com a diretora Rita Simone, a produtora do vídeo, Patrícia de Jesus, que também é presidente do MCM, e a coordenadora do projeto, Mirsa Leite.

“Nós sentimos a necessidade de mostrar um documentário que retratasse a realidade do povo negro aqui no Estado e como este povo está se organizando. Por isso escolhemos o documentário das Catadoras, além de exibir o filme, queremos discutir como o Movimento está se organizando e quais são suas perspectivas”, afirma Wolney.

Para agendar exibições de Mulheres Mangabeiras basta entrar em contato através do www.catadorasdemangaba.com.br.

Fonte: Assessoria de comunicação

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais