Museu Palácio Olímpio Campos é inaugurado em grande estilo

0

Museu Palácio iluminado
São Pedro até que tentou dar as boas vindas do jeito dele: com muita chuva. Mas talvez tenha pensado que poderia lavar a história viva de Sergipe e resolveu dar uma trégua para que a noite desta sexta-feira, 21, se transformasse em uma das mais belas, quando da inauguração do Museu Palácio Olímpio Campos. A população se misturou às autoridades e recebeu um ‘banho’ de cultura. “Pode vir. Pode entrar que a casa é sua”, dizia o governador Marcelo Déda, num misto de felicidade e emoção por estar inaugurando o palácio. Ali grandes decisões foram tomadas.

A noite foi mesmo histórica. Aquela coisa de que uma visita ao museu sugere uma volta ao passado. Todos os ex-

Governador Marcelo Déda e a primeira dama Eliane Aquino
governadores foram homenageados e quem pôde, compareceu. Até mesmo João Alves Filho, adversário político do governador Marcelo Déda. Seixas Dórea não perdeu a festa de jeito nenhum. Lourival Batista não foi por problemas de saúde, mas esteve presente na galeria, nos discursos, nas lembranças. Paulo Barreto, Albano Franco e Antônio Carlos Valadares não escondiam a felicidade de fazerem parte da história do Palácio Olímpio Campos.

Quem já não faz parte desse plano espiritual não foi esquecido e no palanque os discursos levaram as pessoas presentes a entender o passado. “Graccho Cardoso foi um dos melhores governadores de todos os tempos. Seixas Dórea é um monumento histórico da vida política de Sergipe. Ele se sacrificou

Déda e ex-governadores Paulo Barreto, Seixas Dórea, João Alves Albano Franco
em defesa da liberdade”, destacou o ex-governador Valadares lembrando ainda dos ex-governadores Celso de Carvalho e Augusto Franco.

“Os palácios, como as nações, os estados, não são feitos por um homem só. Ninguém pode dizer ‘Eu fiz Sergipe’. Cada um dá a sua contribuição”, discursou Marcelo Déda. “Em Aracaju, o que acontecia era nesse quadrilátero, era aqui que o comércio tinha a sua pujança e se assistiam os debates políticos como o de Fausto Cardoso, que liderou a revolução de Sergipe”, afirmou o prefeito Edvaldo Nogueira.

História ao vivo

Para o ex-governador Albano Franco, o Museu Palácio Olímpio Campos “é a história ao vivo. Uma grande iniciativa do governador Marcelo Déda. Decisões políticas que transformaram economicamente o Estado de Sergipe foram tomadas aqui. E eu passei grande

Seixas Dórea é destaque nos discursos
parte da minha vida aqui por conta de meu pai [ex-governador Augusto Franco] e quando fui governador morei aqui”.

O ex-governador João Alves afirmou que “hoje é um dia muito bonito para Sergipe e para a democracia. Temos que entender que adversários políticos não são inimigos, apenas têm posições momentâneas diferenciadas e essa obra não se reporta apenas ao passado, mas à história de Sergipe. É uma obra que eu tive o prazer de começar, mas não tive o prazer de inaugurar. Me congratulo com o povo de Sergipe e com o governador Marcelo Déda pelo bom gosto e singularidade da obra”, parabeniza.

A solenidade foi abrilhantada com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Sergipe regida pelo maestro Isaac Karabtchevsky.

Funcionamento

O Museu Palácio está aberto ao público das terças às sextas-feiras, das 10h às 17h e aos sábados e domingos, da 9h às 13h. A entrada é gratuita.

Por Aldaci de Souza

Comentários