Música é desclassificada do Festival Aperipê

0

Festival de Música da Aperipê levará nomes para o Festival da Arpub
Com o objetivo de manter a seriedade e transparência do Festival Aperipê de Música foi realizada uma auditoria com as músicas selecionadas e ficou constatado que um componente de uma das bandas que teve a música selecionada faz parte do quadro de funcionários da Fundação Aperipê. Pelo regulamento do Festival, está vetada a participação de “funcionário, ainda que em caráter temporário, ligado à ARPUB ou à FUNDAÇÃO APERIPÊ , bem como seus parentes até 2º grau”. Diante deste fato, a banda Alapada, que estava concorrendo com a música “O Fio da Miragem”, foi desclassificada.

A notícia da desclassificação foi recebida com muita tristeza por Naná Escalabri, vocalista da banda Alapada e compositor da música que estava concorrendo. “Fiquei muito triste pela força que tem o Festival porque seria uma vitrine muita boa para a banda e uma forma das pessoas conhecerem essa composição que é inédita e que estará no nosso próximo CD”, afirma. Ainda segundo ele, ao inscrever a música no Festival os músicos não atentaram para os critérios de impedimento citados anteriormente e que contam no regulamento.

Por uma solicitação do músico, a música “O Fio da Miragem” continuará sendo veiculada dentro da programação das Rádios Aperipê AM e FM, mas não concorre mais ao Festival Aperipê. Pelos critérios de pontuação dos jurados, a composição que passa a concorrer na Categoria Música com Letra é “Vagabundo Também Ama”, do grupo S.D.A. Até este sábado, 18, a composição já estará disponível para votação no site www.aperipe.se.gov.br/festival.

Segundo Edézio Aragão, coordenador do Festival e diretor da Rádio Aperipê FM, a auditoria entre as selecionadas foi feita a partir de uma denúncia em relação à outra banda classificada que foi divulgada esta semana no Jornal do Dia, pelo jornalista Rian Santos. De acordo com a matéria, o irmão de um funcionário da Aperipê seria um dos integrantes da banda “Uma Ruma”, que concorre com a música “Teísta”. Mas, de acordo com Aragão foi comprovado através de documentação que o músico foi apenas contratado pelo grupo para tocar guitarra e não seria membro efetivo da banda.

Edézio informa que até a segunda-feira, 20, a organização estará recebendo denúncias sobre as selecionada. Quem quiser contestar algumas das 30 música que estão concorrendo deverá formalizar a denúncia pessoalmente na sede da Fundação Aperipê, localizada na Rua Laranjeiras, 1837, Bairro Getúlio Vargas. Depois desse prazo não serão aceitas queixas relativas às músicas selecionadas para a primeira fase do Festival.

Para conferir e votar nas músicas que estão concorrendo, basta acessar o site www.aperipe.se.gov.br/festival. Na página também é possível conferir um histórico do Festival, notícias sobre o evento, o regulamento e um breve currículo dos cinco jurados que fizeram a seleção das 30 composições dentre as 84 inscritas. Acesse e participe. As dez mais votadas irão se apresentar em um grande evento e as vencedoras concorrerão ao II Festival Nacional de Música da Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB).

Fonte: Ascom/Aperipê

Comentários