Músicos de Sergipe pedem auxílio após cancelamento dos festejos

0
O Sindmuse diz que entende as razões que levaram ao cancelamento do Forró Caju, Arraiá do Povo e Forro Siri, mas ressalta que algo precisa ser feito para ajudar os músicos que só teriam os cachês desses eventos como única fonte de renda (Foto: Marcio Garcez/Arquivo Secom PMA)

Após o cancelamento dos festejos juninos tanto da capital quanto do interior, o Sindicato dos Músicos de Sergipe (Sindmuse) afirma que o momento é de preocupação no que diz respeito à fonte de renda de alguns artistas do estado. O Sindmuse afirma que entende as razões que levaram ao cancelamento do Forró Caju, Arraiá do Povo e Forro Siri, mas ressalta que algo precisa ser feito para ajudar os músicos que só teriam os cachês desses eventos como única fonte de renda.

Tonico Saraiva, presidente do Sindmuse (Foto: arquivo/Portal Infonet)

“Recebemos inúmeras ligações por dia no sindicato de músicos preocupados com a necessidade básica do indivíduo: a alimentação”, destaca Tonico Saraiva, presidente do Sindmuse. Ainda segundo ele, é preciso que os governos municipal e estadual se unam para oferecer aos músicos cestas básicas ou até mesmo algum auxílio temporário. “Nossa luta é para que os gestores também olhem para os músicos nesse momento difícil”, destaca.

Tonico comenta ainda que o cancelamento dos festejos juninos pegou os músicos de surpresa. “Não achávamos que os eventos não seriam cancelados. Acreditávamos que poderia acontecer um reagendamento, ou seja, a transferência das festas para outra data”, pontua. O presidente diz ainda que o prefeito e o governador poderiam reavaliar a decisão de cancelar os festejos. “Poderia acontecer um festival de forró fora de época, por exemplo. Lá perto do fim do ano”, sugere.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado disse que não iria se manifestar sobre o assunto.

O Porta Infonet também procurou a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), que ficou de nos enviar uma resposta. Mas até o fechamento dessa matéria não obteve retorno. Estamos à disposição através do telefone (79) 2106-8000 ou e-mail: jornalismo@infonet.com.br .

por João Paulo Schneider e Aisla Vasconcelos

Comentários