O comércio da casa

0

Com a realização do Forró Caju, os boxes de laticínios que ficam localizados no Mercado Municipal passaram por uma situação delicada, pois esses estabelecimentos foram proibidos de abrir suas portas para comercialização, presumindo a venda de bebidas alcoólicas que fogem dos produtos vendidos diariamente. Desde a inauguração desses boxes, há três anos, o comerciante Adilson Feitosa tem o seu estabelecimento no local, onde comercializa queijos, manteigas e biscoitos. Com a intenção de faturar um dinheiro extra durante a festa, o fato da proibição o preocupou. “Ainda bem que na terça-feira houve uma reunião onde pudemos fazer o cadastro com a Brahma e assim comercializar, pois o lucro é garantido”, diz aliviado. Com seus dois funcionários que trabalham em horário de revezamento, durante o evento o estabelecimento está aberto 24 horas.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais