O monopólio do coco na Parceria

0

Vindos em sua maioria diretamente do Platô de Neópolis, eles hidratam e matam a sede, dos que se divertem ao som da Timbalada, do Chiclete com Banana, Amorosa, Estação da Luz e Maria Juaquina. Todo folião que optar pelo coco, como forma de diminuir o efeito dos fortes raios solares, tem que desembolsar R$1,00. Edvaldo Dias, vendedor de cocos do centro da cidade, sempre resolve faturar um dinheiro extra nas festas da cidade. “Todo mundo está vendendo a esse preço. Assim conseguimos faturar algum”, afirma ele. No Ceasa, o coco pode ser encontrado ao preço de R$0,25 a unidade. Fazendo as contas, os lucros dos vendedores de coco deve ser bastante satisfatório. Por Najara Lima

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais