Obras na Epifânio Dória e Arquivo Público seguem em ritmo acelerado

0
A previsão de conclusão das obras é para o final do semestre (Foto: Pritty Reis)

Para acompanhar de perto o andamento das obras na Biblioteca Pública Epifânio Dória e no Arquivo Público do Estado, o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, realizou uma visita às duas unidades na manhã da última segunda-feira, 16. Na ocasião, o gestor da pasta conversou com representantes das equipes técnicas que cuidam dos trabalhos em ambas as unidades. A previsão de conclusão das obras é para o final do semestre.

As obras estão sendo viabilizadas através do Protocolo de Intenções firmado entre o Governo do Estado, através da Secretaria da Cultura, e a Celse, com vigência de cinco anos. Através dele, as partes firmaram parceria para a preservação do patrimônio cultural e histórico de espaços públicos que integram o meio ambiente cultural de Sergipe. Um investimento de cerca de R$ 15 milhões, que também contemplará a reforma do Teatro Tobias Barreto, cujo início das obras está programado para o início de agosto.

Durante a visita à biblioteca foram mostrados cada ponto da reforma e dada um prévia de como ficarão os espaços. Na sala de apresentações, por exemplo, o carpete será trocado e a sala de leitura receberá uma atenção especial para proporcionar melhor acolhimento aos leitores e estudantes. A reorganização do acervo, infraestrutura da área livre e circulação de ar, também foram discutidos, bem como a implementação de refrigeração em todo o prédio e um toque de modernidade que contará com laboratórios de informática e digitalização.

A diretora da Biblioteca Pública, Juciene Maria, ressaltou a relevância da reforma para a biblioteca e a comunidade em geral. “Isso mostra o quanto a secretaria está empenhada em oferecer esse prédio reformado, adaptado com acessibilidade para o nosso público, isso é importante pelo valor que a biblioteca pública tem para a comunidade em geral”, afirma.

Mais bonito e aconchegante, a recuperação da estrutura do prédio histórico do Arquivo Público segue bem adiantada. Quesitos como segurança recebem atenção redobrada, através da instalação de extintores de incêndio em cada andar do prédio, bem como uma central de alarme e detectores de fumaça, além de um reservatório de água para prevenir possíveis faltas de água.

Acessibilidade

Tanto a reforma da Biblioteca quanto a do Arquivo Público foram pensadas em proporcionar mais acessibilidade para a comunidade e exatamente por isso, as cadeiras do arquivo serão trocadas por cadeiras que facilitem o acesso de pessoas que precisam de condições especiais.

Fonte: ascom Secretaria de Estado da Cultura (Secult)

Comentários