Ponto de Cultura em Brejo Grande foca na integração da comunidade

0

“Na nossa comunidade não existem lugares onde os jovens, e até mesmo nós, os mais velhos, possam se divertir. Por isso estamos tão felizes hoje”. O depoimento da dona de casa Maria Domitila, de 57 anos, simboliza a satisfação da comunidade do Brejão, zona rural do município de Brejo Grande, com a inauguração do Ponto de Cultura ‘Raízes da Cultura’, que tem o objetivo de estimular hábitos culturais num dos municípios mais pobres de Sergipe.

O projeto leva o selo do ‘Pontos de Cultura’, programa do Governo Federal que vem transformando a cena cultural dos mais diversos cantos do Brasil. Em Sergipe o ‘Pontos’ é coordenado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que promove a seleção, dá o suporte necessário e acompanha o trabalho desenvolvido pelos 30 Pontos de Cultura do Estado, dos quais 14 estão em pleno funcionamento e 16 se preparando para receber o selo.

No povoado Brejão, o Ponto de Cultura nasceu devido à necessidade de ações de cunho cultural e educativo. Graças à verba que o poder público destinou ao projeto, foi possível adquirir cinco computadores para as aulas de informática, equipamento para exibição de filmes durante sessões do cineclube, implantação de uma rádio comunitária e adaptação

Maurício Tavares

do espaço físico onde acontecerão essas atividades.

A partir do ‘Raízes da Cultura’, essas mídias chegarão à comunidade e dividirá espaço com antigas tradições do povoado Brejão, como os grupos folclóricos que brincam o Maracatu e o Pastoril, por exemplo. Será uma oportunidade ímpar para que os moradores mais velhos aprendam com os mais jovens, e para que estes jovens sejam envolvidos no processo de registrar e disseminar através das novas mídias as antigas tradições da comunidade.

A coordenadora desse Ponto de Cultura, Michelle Dias Ferreira, fala que o projeto tem o objetivo de integrar a comunidade através do fomento à cultura. “Trata-se de um espaço que visa atrair os jovens para a cultura e a educação, afastando-os das drogas e da sexualidade precoce”, explica Michele, que comenta ainda o processo de implantação do Ponto. “Não foi fácil, mas com perseverança e apoio dos que abraçaram a causa, pudemos concretizá-lo”, diz.

Michele Ferreira

Festa na comunidade

A abertura do Ponto de Cultura no povoado Brejão aconteceu na tarde desse domingo, 31, com apresentações dos grupos folclóricos da comunidade. Os convidados e futuros usuários do espaço se mostraram muito felizes com a concretização do projeto. A jovem Miscilane Bispo, de 14 anos, nunca havia tido contato com um computador antes e diz estar ansiosa com a primeira experiência. Ela já está inscrita para a primeira turma das oficinas de informática.

Seu Maurício Tavares, de 57 anos, integrante do grupo de Maracatu, diz que o povoado Brejão precisava de um espaço como esse e diz estar especialmente ansioso com o cineclube. ”Eu gosto muito de assistir a filmes. E com esse cineclube que terá aqui vai ser como poder ir ao cinema bem aqui no povoado, junto dos amigos. Vai ser muito bom”, acredita.

Sobre o ‘Pontos de Cultura’

O ‘Pontos de Cultura’ faz parte de uma ação prioritária do Ministério da Cultura (MinC), adotado pela Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe (Secult), que articula várias ações deste programa, a partir de iniciativas desenvolvidas pela sociedade civil, firmando convênios – através de seleção por editais públicos – onde os Pontos são responsáveis por articular e impulsionar as ações que já existem nas suas comunidades.

Fonte: Secult

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais