Raízes: exposição retrata a região de Gararu

0

Fotos retratam o dia a dia do sertanejo da região de Gararu
Está aberta até o dia 15 de março no Espaço de Exposições da Cultura Inglesa de Sergipe, a exposição ‘Raízes’, do fotógrafo Nailson Moura.

São 26 imagens, sendo 18 em preto e branco e 8 coloridas, que retratam o dia-a-dia do sertanejo, principalmente a região de Gararu, cidade natal do fotografo. O título Raízes é uma alusão ao fato de serem registros de cenas que povoaram a sua infância em sua cidade natal, a qual continua fortemente ligado.

“As raízes simbolizam o vínculo físico, mental e espiritual com a nossa terra, as lembranças de tempos passados, as imagens em diversos tons e os aromas que conhecemos conforme vivemos”, diz Nailson Moura.

Fotógrafo Nailson Moura diz que as raizes simbolizam o fisico, mental e espiritual
De acordo com o fotógrafo, são fotos marcantes e que se contrastam com a paisagem do local. “A gente observa que apesar das pessoas terem acesso a comunicação, continuam em suas vidas simples e rotineiras. O que muito me impressiona é que em alguns locais não se tem o que comer.”, enfatiza o fotografo.

Nordestino, sertanejo, beradeiro, nascido há 48 anos às margens do Velho Chico, no alto sertão sergipano, na pequena e bela cidade de Gararu, Nailson diz que o seu trabalho é cinza como a caatinga no verão seco e colorido como as festas juninas no inverno chuvoso.

Para a assistente de marketing e eventos da Cultura Inglesa, Gabriela Coutinho, a idéia da

A professora Maria Adelia elogia o trabalho do artista
exposição chamou atenção porque trata das imagens marcantes do povo sertanejo. “Estava pesquisando alguns nomes de fotógrafos e ao ver o trabalho de Nailson me encantei, pois as fotos retratam o sertão e a realidade que na maioria das vezes não se conhece”, diz.

Elogio compartilhado por Maria Adélia Santos, que já foi professora de Nailson Moura e que compareceu a exposição para prestigiar o fotógrafo. “ Nailson é um menino esforçado, muito inteligente e um exemplo de pessoa. As fotos tratam da simplicidade do sertanejo e do seu cotidiano”, elogia Maria Adélia.

Exposição

A primeira mostra do fotografo teve início dia 15 de fevereiro e ficará aberta ao público até o dia 15 de março no Espaço de Exposições da Cultura Inglesa de Sergipe, 1221, Jardins, de segunda a sexta das 8h às 19h e sábado das 8h às 10, tendo também o apoio do SINDIPETRO SE/AL.

 


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais