XoteBaião revela como chegou ao palco principal do Forró Caju

0

Se chamarmos Pharinha, Moabe, Eugênio, Evanilson, Vinícius e Iuri, poucas pessoas associarão a um dos grupos de forró que mais tem mostrado talento em Sergipe. Esta é a banda XoteBaião, genuinamente sergipana, que nasceu depois de sua música ter estourado nas rádios. A história da banda começou quando uma rádio de Aracaju solicitou a Vinícius uma música para uma coletânia de forrós, produzida pela emissora. Assim surgiu sua primeira música de sucesso, mas ainda não havia a banda.

O segundo passo foi reunir pessoas que tivessem o espírito de que a música já passava e então foram chegando os seus primeiros membros. Daí nasceu a XoteBaião. Hoje, é uma das bandas consagradas do forró sergipano, que faz sucesso em todo lugar por onde passa, como no palco principal do Forró Caju. Este ano, XoteBaião dedicou seu show em homenagem a Coroné, ex-integrante do Trio Nordestino, que morreu em abril passado.

Os membros atuais confirmam que a banda tem uma energia muito especial. Tão especial que, no primeiro show feito no Forró Caju, há três anos, ainda no placo Gerson Filho, aconteceu um fato inusitado. “Conseguimos tirar a atenção do público que assistia ao show de Alceu Valença. O público voltou sua atenção para o palco em que estávamos. Foi uma animação, todos deixaram o palco principal de lado e passaram para frente do Gerson Filho”, lembra Moabe. Mas o segredo do otimismo da banda, segundo Eugênio, está no amor e dedicação com que trabalham. “Temos família, profissão e temos sempre que deixar de lado tudo, para nos dedicarmos à XoteBaião. O bom é que isso tudo vale a pena”, afirma.

No ano seguinte, a banda já tocou no palco principal e não pára de crescer. Já fizeram shows em Salvador, Maceió, São Paulo, entre outras cidades, e ainda estão mostrando seu trabalho nas rádios do Ceará. O carinho com os fãs é algo que também nos dá um bom resultado. “Temos que dar atenção a todos que se aproximam da gente para dizer que gostam do que fazemos. Por isso não vamos mudar nosso estilo”, diz Moabe.

O músico revela que, para se apresentar no Forró Caju 2005, a banda preparou um show especial, durante algum tempo. Reuniu o que tinham feito de melhor, em apresentações anteriores, para mostrar no palco que tem o nome do mestre Luiz Gonzaga. Segundo Eugênio, a banda pesquisou algumas novidades para tudo ser perfeito durante as horas de apresentação no Forró Caju 2005.

Por Valéria Bezerra

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais