Abrasel questiona exigências para reabertura de bares e restaurantes

0
Augusto Carvalho, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Sergipe (Abrasel/SE)

Com o avanço para a fase Amarela no Plano de Retomada da Economia em Sergipe e a permissão para a reabertura de bares, lanchonetes e restaurantes, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) tem questionado as exigências presentes na Resolução N.º 05/2020. Uma das medidas questionadas pelo presidente da associação, Augusto Carvalho, é o fechamento dos estabelecimentos às segundas-feiras, como exigência solicitada pelo governo para desinfecção dos locais.

De acordo com o presidente, o momento vivido pede a necessidade da desinfecção diária e a exigência não seria eficaz. “Quem trabalha em bares e restaurantes sabe que a desinfecção já é feita aos finais dos expedientes , principalmente num momento em que precisaremos fazer o procedimento quando cada cliente desocupar suas mesas”, justifica.

Augusto afirma que a associação foi “pega de surpresa” diante das exigências feitas pelo governo, incluindo a necessidade de existir um intervalo no atendimento no período das 10h às 12h, retornando os serviços das 12h às 23h. “Estamos aguardando um posicionamento do Governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju para discutir o embasamento técnico e científico para essas medidas”, afirma.

Embora solicite explicações sobre as exigências solicitadas como parte do Plano de Retomada, o presidente diz que a expectativa para o momento é grande. “A gente espera que os clientes acreditem e tenham plena certeza de que estamos preparados para poder atendê-los. Os restaurantes fizeram várias adaptações e temos também um protocolo próprio da Abrasel que foi discutido em todo o país para o momento de reabertura”, diz ele.

A Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom/Sergipe) informa que a necessidade de fechamento dos estabelecimentos às segundas-feiras foi definida pelo Governo de Sergipe para que haja um dia fixo para reestruturação dos próprios bares e restaurantes, bem como a organização de protocolos, caso seja preciso. Ao ser questionada pela equipe de jornalismo do Portal Infonet, a Secom ressaltou ainda que os shoppings que serão reabertos a partir desta sexta-feira, 14, precisarão cumprir a mesma exigência.

Sobre a interrupção dos serviços dos bares, restaurantes e lanchonetes com intervalo entre as 10h e as 12h, a secretaria explica que o procedimento não foi pensado como uma forma de interromper o atendimento, mas sim de estabelecer uma rotina entre os estabelecimentos que possuem o serviço de café da manhã, servindo como um protocolo para a garantia de atendimento desse tipo de serviço.

Considerando que a reabertura dos estabelecimentos ocorre somente na próxima quarta-feira, 19, a Secom afirma que o Governo de Sergipe e os seus comitês estão à disposição para rever algum procedimento referente à retomada dos serviços citados.

por Juliana Melo e Ícaro Novaes

Comentários