Aeroporto de Aracaju registra queda no número de voos e passageiros

0
Movimento no Aeroporto de Aracaju voltou a cair com agravamento da pandemia em 2021(Foto: arquivo/ASN)

O agravamento da pandemia reduziu a quantidade de operações de voos e de passageiros no Aeroporto Santa Maria em Aracaju nos primeiros três meses de 2021. De acordo com dados da Aena Brasil, empresa que administra o aeroporto de Aracaju, entre janeiro e março deste ano houve, uma redução de 256 voos e de 45.851 mil passageiros embarcando e desembarcando em Sergipe durante esse período.

Dados da Aena apontam que nos primeiros três primeiros meses de 2020, foram registradas 3.130 operações no Aeroporto Santa Maria, e o embarque e desembarque de 278.792 passageiros. Já em 2021, nesse mesmo período, o aeroporto registrou 2.835 voos e 76.512 passageiros, uma redução de mais de 200 mil passageiros e de 295 voos.

Ao comparar março de 2021 ao mesmo período de 2020, quando teve início a pandemia, a redução em voos foi de 1,2% e em relação ao embarque e desembarque de passageiros a redução foi de -27,3%. A quantidade de passageiros e de operações no Aeroporto de Aracaju voltou a crescer em julho, atingindo o melhor patamar em dezembro de 2020, quando registrou 1.100 operações e 88.461 passageiros. Mas, desde então, com o agravamento da pandemia no Brasil, os números estão em queda.

Melhorias

A Aena Brasil começou a administrar o aeroporto de Aracaju em fevereiro de 2020 quando conquistou o direito de gerir o aeroporto por 30 anos. No contrato de concessão, a Aena fica obrigada a fazer melhorais a curto, médio e longo prazo no aeroporto, boa parte delas suspensa por conta da pandemia.

De acordo com a Aena Brasil, a primeira etapa de obras estava prevista para começar em 2020, mas foi adiada pela Agência Nacional de Aviação (Anac), por conta da pandemia. “Ainda assim, melhorias foram feitas no primeiro ano de gestão atendendo às demandas mais urgentes do terminal. Um dos destaques foi a implementação de rede wifi de alta velocidade, possibilitando aos passageiros 4h de conexão gratuita e potente”, diz.

Ainda segundo a empresa, em março deste ano, foi dado início às obras de revitalização do equipamento aeroportuário. “Os trabalhos, que incluem a renovação completa dos banheiros, além de melhorias no sistema de climatização, sinalização, pintura, iluminação e acessibilidade, fazem parte do contrato firmado com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e devem ser finalizados até 23 de maio deste ano”, esclarece.

Ao longo dos 30 anos de concessão, segundo a Aena, estão previstas três fases de investimentos no terminal. “Após esta primeira, já iniciada, vem a segunda fase de investimentos, que deve acontecer até 2023 e está voltada a todos os subsistemas aeroportuários no terminal de passageiros e na área de operações. A terceira, feita a longo prazo, atenderá futuras demandas que surgirão ao longo dessas três décadas”, explica.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais