Agora é com o Sebrae nacional

0

Conselheiros do Sebrae
O que aconteceu ontem no Sebrae foi uma pantomima entre homens querendo uma saída para o órgão e, do outro lado, o grupo que só se interessa perpetuar no órgão para dali extrair não se sabe o que exatamente. É claro que o grupo de Zezinho Guimarães não daria quorum para que o Conselho se reunisse.

 

Este, com sete dos membros atados por decisão legal, propuseram-se a redigir uma ata negativa ressalvando porque não puderam fazer a reunião ordinária. Cópia desta ata já deve ter sido enviada ao Conselho Nacional solicitando agora a interferência do Conselho para resolver o impasse local.

 

Além da ata foram enviados documentos importantes para análise das principais autoridades do Sebrae. É como se aqueles Conselheiros dissessem: resolvam logo porque o problema é de vocês. Por causa disso espera-se a qualquer momento uma intervenção no Sebrae.

 

Intervenção é, agora, uma necessidade

 

Não há como escapar de uma intervenção. Porque os mandatos dos srs. Zezinho Guimarães e José Tomaz Vasconcelos encerraram-se no dia 31 e não se conhece ampliação de mandatos eletivos. Portanto essa história de dizer que os mandatos dos dois foram prorrogados até 15 de janeiro é conversa mole para boi dormir. Na verdade, eles se preparam para algum outro golpe.

 

Nenhum ato, tanto de Zezinho quanto de José Tomaz Vasconcelos, assinados a partir de 1º de janeiro, tem validade. Tanto que os oposicionistas já se preparam para novamente bater as portas da justiça, agora pedindo a interdição dos dois… A agonia do Sebrae é latente, provocada justamente por dois dos seus principais dirigentes.

 

Por Ivan Valença

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais