Agricultores reclamam da falta de sementes

0

O Prefeito de Canindé do São Francisco, Orlandinho Andrade, esteve esta semana em Aracaju para reivindicar do Secretário de Agricultura, sr. Paulo Viana, o envio de sementes – de milho, de feijão – para seu município. “Lá choveu bastante. Tá tudo verdinho que é uma beleza. Mas, cadê as sementes?”

Grande produtor de feijão, Canindé dá assistência aos seus agricultores, no caso 3 mil famílias, com o pagamento de duas horas de trator para a aragem da terra. Ou seja, o equivalente a um hectare, ou três tarefas. A hora de trator por lá custa R$ 50, e o trator de esteira R$ 100.

                                               ***

Aí o deputado Mardoqueu Bodano pegou o pião na mão e foi na Secretaria de Agricultura para saber quando vão ser distribuídas as sementes. Mas, a licitação para compras da sementes ainda está na PGE. É bem possível que essa distribuição só ocorra no final do corrente mês. Vamos e convenhamos: é muito atraso, não é verdade? É por isso que muitos agricultores estão aflitos.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais