Aracaju representa 37,6% da riqueza gerada no estado

0

Nesta quarta-feira, 16, a Secretaria de Estado do Planejamento Habitação e do Desenvolvimento Urbano (Seplan) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgaram o Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios sergipanos. O trabalho complementa as informações das contas regionais, divulgadas em novembro, quando se apresentou o resultado do PIB de Sergipe de 2007. No ano, o estado gerou um PIB de R$ 16,9 bilhões, representando um crescimento de 6,2% em relação a 2006.

“Os dados do PIB municipal permitem avaliar a economia dos 75 municípios sobre vários aspectos destacando a composição da riqueza dos municípios e a participação das atividades econômicas em cada localidade”, explicou Marcos Vinícius Castaneda.

No ranking estadual, o município de Aracaju mantém sua ampla liderança na produção de bens e serviços. A capital representa 37,6% da riqueza gerada no estado, sendo este o de maior contribuição para a formação do PIB sergipano. Nossa Senhora do Socorro aparece em segundo lugar, contribuindo com 5,66% do PIB estadual, seguido de Canindé de São Francisco (5,27%), Estância (5,12%) e Laranjeiras (4,56%).

Os cinco primeiros municípios do ranking estadual representam mais da metade do PIB de Sergipe. Entre os dez primeiros do ranking (71% da riqueza do estado), os municípios de São Cristóvão e Itaporanga D’Ajuda avançaram no ranking estadual. Em 2006 esses municípios estavam em 9º e 11º lugares, respectivamente. Japaratuba, por sua vez, perdeu duas posições em relação a sua posição de 2006.

Em valor absoluto, o município de Aracaju aumentou seu PIB de R$ 5,6 bilhões, em 2006, para R$ 6,3 bilhões, representando crescimento nominal de 12,8% no período. Entre os setores produtivos, a indústria representa 19,9% do PIB total de Aracaju, a agropecuária apenas 0,1% e o setor de serviços, principal atividade da capital, 80% do total.

PIB per capita

O PIB per capita dos municípios representa a divisão do PIB total pela população. Em 2007, em função da baixa população e alto valor gerado na atividade de energia, o município de Canindé do São Francisco manteve a liderança entre os 75 municípios com um PIB per capita de R$ 40.834,97.

Laranjeiras subiu duas posições em relação ao resultado de 2006. Passou em 2007 para o segundo lugar do ranking estadual, com PIB per capita de R$ 32.174,82. Divina Pastora perdeu uma posição e passa ser o terceiro do ranking com PIB per capita de R$ 26.545,84. Carmópolis passou para quarta posição 25.915,91 e na quinta posição encontra-se o município de Rosário do Catete que manteve a posição do ano anterior com um PIB per capita R$ 25.491.

Os cinco menores PIB per capita foram registrados pelos municípios de Indiaroba (R$3.718,34), Malhador (R$3.668,06), Moita Bonita (R$3.663,73), Tomar do Geru (R$3.531,73) e Santana do São Francisco (R$3.494,96).

Fonte: ASN

Comentários