Aumento do consumo não gera inflação, diz Mantega

0

Ministro não acredita em aumento de inflação / Foto Antônio Cruz – ABr
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nessa terça-feira, 1º, afirmou que o aumento do consumo não promove pressão inflacionária. A afirmação foi feita durante sua apresentação no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

 

Segundo Mantega, está em curso um crescimento robusto que não gera desequilíbrio econômico e é impulsionado por um mercado interno aquecido com aumento da renda, do consumo e dos investimentos. O ministro disse ainda que o crescimento se dá com um aumento de 4% na produtividade e, dessa forma, o aumento da massa salarial não gera inflação. “Estamos em um patamar confortável e não devemos temer que haja aumento de inflação” disse.

 

Mantega destacou que a economia cresceu mais de 4,5%, em média, de 2004 a 2007. Esse desempenho se deve ao crescimento da capacidade de consumo da população, principalmente, de bens duráveis. A indústria automotiva cresce forte e a inflação foi de 2,48% nos últimos 12 meses. O setor de Informática e TV teve deflação de 9,8%.

 

Para manter o crescimento equilibrado da economia brasileira, o ministro anunciou que as prioridades do governo são os cortes nos gastos correntes e a política industrial com o programa de aceleração das exportações. Ele disse que o programa é importante para corrigir os desvios de rota, aproveitar a capacidade exportadora e garantir uma conta corrente positiva com o exterior.

 

Com informações do Ministério da Fazenda

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais