Aumento no preço de roupas e alimentos empurram IPCA em Aracaju

0
IPCA influencia na inflação e no consumo (Foto: Arquivo Infonet)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em Aracaju teve variação positiva no mês de outubro, subindo 0,52%, maior que a média destacada no país. O IPCA, que mede a variação de preços dos produtos disponíveis no mercado, foi divulgado nesta quarta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Conforme o IBGE, no mês de setembro, o IPCA em Aracaju foi bem menor: 0,08%. Para o Brasil, o IPCA em outubro foi de 0,45%. Em Aracaju, a variação do IPCA é consequência do aumento verificado nos preços dos produtos incluídos nos grupos de vestuário (1,01%), despesas pessoais (0,73%) e de alimentação e bebidas (0,71%).

No caso do vestuário, de acordo com os estudos do IBGE, houve uma aceleração nos preços do subgrupo calçados e acessórios (1,12%) e roupas (1,09%). No grupo despesas pessoais, observa-se aumento nos itens de serviços pessoais (0,93%) e recreação, fumo e fotografia (0,35%). Já no grupo alimentação e bebidas, o maior aumento foi verificado no ramo de alimentação no domicílio (0,91%).

Os subitens nos diferentes ramos que apresentaram maior alta, na capital sergipana, foram o tomate (19,71%), o sabão em pó (7,54%), a batata inglesa (5,96%) e o fígado (5,76%). E as maiores quedas foram observadas nos preços da manga (-12,34%), da farinha de mandioca (-8,64%) e do inhame (-6,93%).

Com informações da Ascom IBGE em Sergipe

Comentários