BNDES injetará R$ 7,17 milhões em microcrédito para Sergipe

0

A diretoria do BNDES aprovou esta semana projeto para que o Banco do Estado de Sergipe (Banese) seja repassador de recursos no valor de R$ 7,17 milhões para microempreendedores formais e informais, no âmbito do Programa de Microcrédito do BNDES. Os recursos, oriundos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), serão concedidos sob custo financeiro mínimo (TJLP, hoje, em 9,75% ao ano) para ampliar a atuação do programa Banco do Povo de Sergipe (Fundo Estadual de Crédito Popular). O programa já conta com recursos do próprio BANESE e da Secretaria Estadual de Combate à Pobreza, Assistência Social e do Trabalho, tendo realizado mais de 3 mil operações.

A operação se enquadra na nova formatação do Programa de Microcrédito do BNDES (substituindo o antigo Programa de Crédito Produtivo Popular – PCPP) que busca ampliar o alcance de atuação em parceria com instituições dotadas de capilaridade.

O objetivo do projeto é combater a pobreza com a concessão de crédito à população de baixa renda, de forma simplificada e com orientação do beneficiário final, além do fomento à criação e ao desenvolvimento de microempreendimentos ligados ao comércio, à indústria e a serviços.

Será aberta conta corrente/poupança no Banese para cada beneficiário final, promovendo sua inclusão no sistema financeiro, a recuperação da cidadania e o incentivo à poupança. Relatórios mensais, trimestrais e anuais com a posição financeira e contábil da Carteira, bem como informações socioeconômicas do público atendido permitirão a avaliação dos efeitos do crédito.

O microcrédito, nesta operação, será oferecido a juros de 2% ao mês, aqueles no valor de até R$ 300,00 dispensarão garantia. Os beneficiários finais que estão iniciando uma atividade terão orientação e acompanhamento, específicos para o desenvolvimento do negócio. Os que já possuem experiência em determinada atividade passarão por avaliação inicial de conhecimentos básicos como premissa para a concessão de crédito.

A área de atuação do projeto, já a partir deste mês, abrange todo o Estado de Sergipe num total de 75 municípios. O acesso ao crédito é facilitado pela extensão do Banese que possui 53 agências, 15 na capital e 38 no interior sergipano, 25 postos de atendimento, todos interligados on-line, além de 106 unidades representadas por correspondentes bancários.

Destaca-se ainda a articulação do Banco do Povo de Sergipe com outros programas sociais do Estado, como o Caminhando para a Liberdade, que oferece oportunidades de sociabilização e geração de renda para detentos e ex-detentos.

Comentários