Caixa estimula empresas a simplificar pagamento do FGTS

0

O trabalhador que precisar sacar seu FGTS já pode procurar a Caixa Econômica Federal uma única vez, basta que a empresa comunique o seu afastamento por meio do Conectividade Social e anote a chave de identificação no termo de rescisão. O procedimento foi simplificado para facilitar a vida de empregadores e empregados e começou a ser adotado no meio de primeiro semestre de 2005 e o pagamento é gerado automaticamente após cinco dias úteis.

 

De acordo com a Caixa, dos 1.247 milhões de trabalhadores que receberam o FGTS em outubro de 2005, 780 mil (62%) já sacaram pelo novo sistema. O dinheiro é depositado em conta corrente, dispensando a ida ao banco para dar entrada na solicitação do pagamento.

 

A meta da Caixa era que, até o final de 2005, mais de 60% dos trabalhadores já pudessem desfrutar da comodidade todos os meses.  Em agosto deste ano, a proporção era de apenas 42%, porém, as vantagens do programa permitiram à Caixa alcançar a meta proposta para 2005 já no mês de outubro.

 

O Estado que mais utilizou o serviço até agora foi Mato Grosso, com 93,23% dos trabalhadores recebendo o dinheiro do Fundo através do serviço. Os outros Estados com excelente desempenho são Roraima (91,76%), Amazonas (82,51%) e Mato Grosso do Sul (82,30%). Em Sergipe, a média ficou em 76%, com 6.809 pagamentos pelo novo sistema, em relação ao total de 8.900 possíveis, em outubro.

 

Podem se beneficiar desse sistema os trabalhadores afastados por dispensa sem justa causa, por culpa recíproca, extinção da empresa e término de contrato a termo.

 

CONECTIVIDADE SOCIAL – O sistema funciona da seguinte maneira: todas as empresas podem realizar a transmissão de arquivos digitais, gerados pelo Sistema Empresa de Recolhimento (Sefip) do FGTS e Informações, à Previdência Social. De seu ambiente de trabalho, o empresário ou seu contador transmite os arquivos gerados pelo Sefip através da Internet.

 

A utilização do Conectividade Social requer a Certificação Digital das empresas, que é obrigatória, porém simples e gratuita. Em todo o Brasil, já foram certificadas mais de 2,3 milhões de empresas, que passaram a transmitir seus arquivos pela internet, reduzindo consideravelmente tempo e custo no cumprimento das obrigações perante o FGTS e o INSS. Para mais informações sobre o assunto, acesse o site do banco: www.caixa.gov.br.

Comentários