Carga tributária: problema enfrentado pelos empresários

0
Indicadores apresentados variam no intervalo de 0 a 100 pontos (Foto: Arquivo Infonet)

A Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) divulgou a Sondagem Industrial e a Sondagem Indústria da Construção do mês de junho de 2016. As pesquisas foram criadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com o objetivo de conhecer tendências e expectativas dos empresários do setor industrial. Os indicadores apresentados nas pesquisas variam no intervalo de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos indicam evolução positiva ou otimismo, já os valores abaixo desta linha divisória, apontam evolução negativa ou pessimismo.

De acordo com os dados da Sondagem Industrial o Volume de Produção, somou 42,5 pontos no mês em análise, ficando 1,6 pontos menor que o volume de registrado em Maio, o que indica uma retração na produção. Também foram levantadas informações sobre as dificuldades enfrentadas pelos empresários industriais de Sergipe, sendo que a “Elevada carga tributária” foi citada por 41,5% dos empresários sergipanos, como um dos principais problemas enfrentados. Seguido pela “Inadimplência dos clientes” (35,8%) e “Demanda interna insuficiente” (34%). As “Taxas de juros elevadas” (30,2%) e a “Competição Desleal” (22,6%) também foram problemas bastante citados pelos empresários.

A Sondagem Indústria da Construção mostrou que, no mês de junho de 2016, o indicador de Nível de Atividade apresentou uma queda de 4,1 pontos, permanecendo abaixo da linha divisória dos 50 pontos. A Utilização da Capacidade de Operação (UCO) das empresas sergipanas foi de 77%, acima do usual para o mês, e bem acima dos resultados apresentados pelo Brasil (56%) e pelo Nordeste (55%). Ao se analisar os principais problemas enfrentados pelas empresas do ramo, a “Elevada carga tributária” foi o quesito mais citado, opção assinalada por 46,2% dos empresários. Em seguida foram apontados os problemas com “Demanda interna insuficiente” apontada por 38,5% dos entrevistados. Dando continuidade aos problemas mais enfrentados, a “Taxa de juros elevadas” e “Inadimplência dos clientes”, foram apontados por 30,8% das pessoas entrevistadas.

A análise do ICEI – Índice de Confiança do Empresário Industrial, do mês de julho de 2016, mostrou que os empresários sergipanos começaram a recuperar a confiança, uma vez que o ICEI chegou a 49,7 pontos (2 pontos acima do registrado no mês anterior). Apesar de ficar abaixo da linha divisória dos 50 pontos, o índice sergipano foi maior que o do Brasil (47,3 pontos) e o da região Nordeste (49,1 pontos).

Mais detalhes sobre a Sondagem Industrial, Sondagem Indústria da Construção e ICEI estão disponíveis no site do Núcleo de Informações Econômicas (NIE), da FIES, na página: nie.fies.org.br

Fonte: Unicom/FIES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais