Codevasf destina 1 milhão de alevinos a peixamentos em 10 municípios

0

Repovoar, aumentar a produção de pescado e beneficiar os produtores do Baixo São Francisco. Esta tem sido a preocupação constante da Codevasf – Sergipe que lançou, desde janeiro, quase um milhão de alevinos em 10 municípios da região. Os peixamentos aconteceram na calha do rio São Francisco (480 mil), em aguadas (303,8 mil) e assentamentos, lagoas marginais, barragens e riachos (159 mil). Os municípios contemplados foram Brejo Grande, Canhoba, Capela, Ilha das Flores, Japaratuba, Neópolis, N. S. da Glória, Pacatuba, Propriá e Santana do S. Francisco.

Para que a ação seja realizada de forma sistemática e com melhores resultados para os municípios, a empresa está elaborando um Acordo de Cooperação Técnica a ser assinado com as prefeituras, objetivando a realização de peixamentos em mananciais aquáticos da bacia do rio São Francisco para recuperação da ictiofauna, redução do caramujo hospedeiro e transmissor da esquistossomose e o aumento da oferta de pescado. O Acordo prevê a identificação dos reservatórios ou mananciais com potencial para piscicultura, a oferta de alevinos e a capacitação em extensão piscícola.

O Superintendente Regional da Codevasf, Paulo Viana, informa que a intenção da empresa é fomentar a produção do pescado na região, mas que para isto as prefeituras devem garantir a eficácia da ação, através do acompanhamento, controle e da assistência técnica aos produtores.

Segundo o superintendente, a Codevasf – Sergipe espera alavancar a produção da região, que possui vocação para a piscicultura e características únicas, em função da boa qualidade de suas águas. “Com a próxima conclusão da Unidade de Beneficiamento de Pescado de Propriá e a capacitação de 160 pessoas da região em cultivo de pescado e em filetagem, concluída em dezembro último, o mercado será ampliado para os municípios que acreditarem e investirem na piscicultura”, conclui Viana.

Visando capacitar o corpo técnico das prefeituras, a Codevasf realizou, de 15 a 18 deste mês, na Estação de Piscicultura do Betume, o Curso de Piscicultura para Extensionistas, com participação de 21 técnicos de 14 municípios da região. Também participaram do curso a COPAQUA (Cooperativa dos Aqüicultores de Sergipe), o CECAR (Centro de Capacitação Canudos) e representantes dos Distritos de Irrigação dos Perímetros Betume e Propriá. A expectativa é que os conhecimentos repassados no curso sejam multiplicados nos municípios.

Comentários