Credpovo é elogiado por micro-empresários

0

A iniciativa da administração municipal de Aracaju de criar um programa para beneficiar a atuação dos pequenos empreendimentos na capital já começa a apresentar resultados concretos demonstrados através do aumento de faturamento e geração de novos postos de trabalho. Estes são alguns dos resultados já apresentados pelo Credpovo, desenvolvido pela Fundação Municipal do Trabalho (Fundat), em parceria com instituições financeiras como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste e Banco Popular do Brasil.

Através da iniciativa, diversos micro-empresários tiveram acesso a linhas de crédito específicas dentro das melhores condições existentes no mercado. Um desses exemplos é o do empresário José Teófilo de Miranda, proprietário da JTM Tecnologia da Informática. Ele adquiriu um financiamento e investiu na modernização estrutural, aquisição de novos equipamentos e capacitação para os funcionários da empresa.

“Essa linha de crédito oferece muitas vantagens a empresas de serviços cuja característica é a de não possuir muito patrimônio, já que nossa matéria-prima é a produção de conhecimento a partir da mão de obra extremamente qualificada que precisamos manter”, revela Miranda. Segundo ele, essa peculiaridade é justamente o que dificultava a aquisição de crédito nos bancos que geralmente só concediam o financiamento mediante apresentação de algum bem em garantia. “Graças à intervenção da Fundat essa dificuldade foi vencida, conseguimos o financiamento e os resultados já estão aparecendo”, completou.

Segundo o empresário, graças ao investimento ele já conseguiu um faturamento 40% maior, em relação ao mesmo período do ano passado, gerando três empregos diretos. “Isso representa um aumento de 20% no número de funcionários”, afirmou Miranda.

Condições favoráveis

Outro empresário que também enumera as vantagens oferecidas através do Credpovo é o contabilista Claudiano Guimarães Santos. Ele adquiriu um financiamento de R$ 31 mil para investir na modernização e aquisição de novos equipamentos de informática para a sua empresa, a MC Contabilidade.

“Hoje, não se encontra no mercado um financiamento que ofereça essas condições. Nós estamos pagando a menor taxa de juros praticada atualmente e ainda podemos contar com um bônus de adimplência de 15 % e com um razoável prazo de carência. Essa é, sem dúvida, a melhor oportunidade para o pequeno empresário na nossa atual realidade”, define Claudiano, ao relatar que, após aplicar o investimento, conseguiu gerar mais dois empregos diretos (30% do total de funcionários), além de poder oferecer uma melhor assistência técnica aos seus clientes.

Ele também ressalta a importância da interveniência da Fundat nos procedimentos preliminares. “Se eu chegasse por conta própria ao banco para pedir esse financiamento, certamente teria de passar por tantas etapas que desistiria antes de chegar ao final. Graças à participação da Fundat, muitas dessas barreiras foram eliminadas e o processo foi dinamizado”.

Esses financiamentos integram as linhas de crédito mantidas em parceria com o Banco do Nordeste voltadas ao micro-empreendedor formal que, desde o seu início, em abril de 2003, já realizou a concessão de financiamento para cerca de 20 empreendedores, perfazendo um total aproximado de R$ 415 mil. Além destas, o programa Credpovo mantém diversas modalidades de financiamento destinadas as mais variadas atividades, dentro das parcerias estabelecidas com as instituições financeiras.

“Graças a iniciativas como esta, já conseguimos promover a geração de diversos empregos, além da significativa contribuição para a modernização nas diversas cadeias produtivas envolvidas”, enfatizou o presidente da Fundat, Edson Freire Caetano.

Comentários