CTB-SE defende fim do fator previdenciário

0

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-SE) quer o fim do fator previdenciário e condena qualquer tentativa do Governo Federal de criar uma nova fórmula de aposentadoria. Para Edival Góes, presidente da entidade, os trabalhadores brasileiros têm sido penalizados e nada justifica a manutenção deste mecanismo de cálculo da aposentadoria.

Criado em 1999 pelo então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (FHC), o fator previdenciário é calculado levando em consideração a idade do trabalhador, a expectativa de vida do brasileiro e o tempo de contribuição do segurado. Em 2010, o Congresso Nacional aprovou o fim do fator, mas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou o projeto.

Agora o Governo Dilma sinaliza para uma alteração da regra de cálculo e admite adotar a proposta chamada de 95/105, na qual a soma da idade e do tempo de contribuição deve atingir 95 anos para mulheres e 105 anos para homens. Há ainda quem defenda outra proposta: a que prevê que a soma da idade para a aposentadoria seja a 85/95, para mulheres e homens, respectivamente. “A CTB considera que avançar é pôr um fim ao fator e não promover qualquer alteração que prejudique ainda mais a classe trabalhadora. Qualquer nova fórmula que venha a ser aprovada, vai retardar ainda mais o momento da aposentadoria”, afirma Edival Góes.

Fonte: Ascom CTB-SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais