Cultivo da manga Palmer apresenta bom desempenho em Canindé

0

Em Canindé de São Francisco, o cultivo da manga, da variedade Palmer, apresenta resultados positivos no Perímetro Irrigado Califórnia, mantido pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe – Cohidro, a 213 km da capital sergipana. Considerada uma das mais doces dentre as variedades da fruta, a manga Palmer possui pouca ou nenhuma fibra e, por ter um caroço pequeno, mais de 70% do fruto é formado por polpa. O bom cultivo no Perímetro Califórnia surge como alternativa à produção de outras cultivares com mercado mais concorrido.

Recebendo irrigação e assistência técnica agrícola da Cohidro, o lote empresarial de Carlos Alberto se destaca no cultivo da fruta e serve de espelho para os outros produtores irrigantes iniciantes na produção da variedade da manga Palmer. Com ajuda da tecnologia, as mudas enxertadas permitem que as plantas cresçam em proporções diferentes, podendo ser controlada com podas regulares e destinando sua força para a frutificação, diferentemente do cultivo por semente.

O fruticultor conta que os resultados chegaram rápido e que estão sendo testados novos espaçamentos entre as plantas.  “Começamos a trabalhar com essa variedade e estamos vendo os frutos em tão pouco tempo. Hoje, na plantação de manga, tem plantas que estão até com espaçamento de 1,4m entre elas, e tem gente que duvida do que estamos fazendo. Tenho um hectare com 3.000 plantas e não vou diminuir essa distribuição.  A tendência é a tecnologia avançar e a gente chegar até o limite. A pretensão é que a área de 2 hectares possa ter 10 mil plantas. Trabalhamos em cima de duas coisas: qualidade e padrão. Esse é nosso objetivo”, afirma Carlos Alberto.

O técnico em agropecuária da Cohidro, Roberto Vieira, destaca que o lote do produtor é modelo para outros agricultores vizinhos no perímetro irrigado Califórnia. “Como a manga Palmer é pouco conhecida aqui no perímetro, a gente está aprendendo com a experiência do lote empresarial do Carlos. O que é de grande valia, porque serve de estímulo para outros produtores. Ele abriu aqui o lote para que a gente pudesse, inclusive, fazer visitas com outros irrigantes. Isso tem ajudado na difusão da variedade de manga Palmer”, explica.

A irrigação no perímetro e a assistência técnica da companhia permitem a produção de fruticultura durante todo o ano, mesmo no clima semiárido do Alto Sertão Sergipano, considera o diretor de Irrigação e Desenvolvimento Agrícola da Cohidro, João Fonseca. “Como quase não existe inverno, o produtor irrigante do semiárido pode induzir as plantas à frutificar em qualquer temporada do ano, inclusive preenchendo as lacunas entre uma safra e outra dos locais de clima temperado. Com potencial de ocupar o mercado em época em que no mundo todo não existe oferta da fruta”, avalia.

Fonte: Ascom/Cohidro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais