Custo da cesta básica tem queda em Aracaju

0

O custo da cesta básica em Aracaju ficou em R$ 184,48

Em janeiro, 10 das 17 capitais onde o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, registraram recuo no custo dos alimentos essenciais.

O custo da cesta de alimentos na capital sergipana teve retração, em comparação com dezembro, de -4,55%. Em relação a janeiro de 2008 a alta é de 9,37%, a segunda menor elevação em 12 meses, no conjunto das capitais do nordeste, para as quais o DIEESE dispõe de dados para o período. O custo dos 12 itens essenciais ficou em R$ 184,48.

Em janeiro, o DIEESE apurou queda no preço de seis itens que compõem a cesta básica pesquisada em Sergipe: tomate (-26,73%), feijão (-8,06%), açúcar (-2,46%), pão (-1,84%), café (-1,66%), carne (-1,22%), e farinha (-0,53%). Banana (22,59%), manteiga (6,30%), óleo (5,15%), e o arroz (1,13%) foram os itens que apresentaram alta. O leite in natura não registrou alteração de preço.

Em 12 meses, apenas cinco produtos tiveram redução de preço: feijão (-39,64%), açúcar (-22,22%), óleo de soja (-14,93%), manteiga (-11,66%), e banana (-6,06%). Os demais itens registraram aumento: tomate (133%), arroz (37,42%), carne (18,08%), café (12,32%), farinha (11,18%), pão (9,23%), e leite (2,08%).

Também em janeiro, o trabalhador sergipano que recebe salário mínimo precisou despender uma jornada de 97 horas e 48 minutos, para adquirir o conjunto de bens de primeira necessidade. Em dezembro, a mesma compra exigia a execução de 102 horas e 28 minutos. Em janeiro de 2008, a jornada necessária para realizar a mesma compra era de 97 horas e 39 minutos.

Fonte: Dieese

Comentários