Divina Pastora ‘exporta’ modelo de gestão em petróleo e gás

0

O modelo de gestão pública de Divina Pastora, baseado no empreendedorismo da comunidade local, planejamento estratégico na busca de investimentos e qualificação da mão-de-obra dos moradores, está servindo de exemplo para outros estados.

No início do mês, a prefeita Maria Augusta Lima Santos (PTB) e a secretária municipal de Controle Interno, Maria do Socorro Rocha Santos, estiveram no município amazonense de Coari, onde apresentaram as ações que estão sendo realizadas pela administração com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável de Divina Pastora.

As gestoras sergipanas participaram do Fomenta Coari, evento coordenado pelo Sebrae Amazonas e que congrega um conjunto de atividades ligadas a políticas públicas para as micro, pequenas e médias empresas. O encontro discutiu temas como a Lei Geral, empreendedorismo e negócios.

Divina Pastora levou para os participantes do Fomenta Coari seu “case de sucesso” da relação do município sergipano e projetos envolvendo a pasta de Petróleo e Gás. “Apresentar os resultados que obtivemos em nosso Estado contribui para o desenvolvimento em outras regiões do país”, enfatizou a prefeita.

Para Maria Augusta, além de colaborar com outras gestões municipais, o Fomenta Coari também serviu para adquirir novos conhecimentos e iniciar um intercâmbio com governos que também atuam no sentido de promover o desenvolvimento sustentável em seus municípios.

“É importante porque houve a troca de ideias sobre desenvolvimento, as razões para incentivarmos os pequenos negócios dos municípios, compras governamentais à adequação da legislação municipal e outros assuntos relevantes. E, principalmente, o que é mais importante para tudo isso acontecer é que o gestor municipal queira e busque constantemente parceiros e assessorias para aprimorar sua administração”, opinou a prefeita de Divina Pastora.

Ações práticas
Entre as ações nessa área, destaca-se a realização de uma experiência-piloto no município com potenciais empreendedores individuais para que se tornem fornecedores da Petrobras.

O trabalho é realizado pela própria estatal de petróleo e pelo Sebrae. A ação é desenvolvida dentro do convênio de cooperação técnica das duas instituições para o desenvolvimento de fornecedores. O objetivo é inserir os micros e pequenos negócios na cadeia produtiva de petróleo e gás.

A Prefeitura também está estimulando os moradores a se inscreverem no processo de seleção pública que o Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural). O objetivo dos cursos ofertados é qualificar a mão-de-obra para atender às demandas futuras da indústria nacional de petróleo e gás, especialmente as da Petrobras.

A administração municipal montou uma sala no Conselho Tutelar para realizar as inscrições, uma vez que o procedimento só é realizado pela internet. No local, as pessoas são orientadas sobre os cursos oferecidos e o nível exigido para cada um deles.
 


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais