Entidades discutem cenário econômico regional

0
Alexandre Wendell, Superintendente da Fecomércio (À esquerda); Paulo Ferraz (no meio) e Wladimir Torres (Àdireita) (Fotos: Portal Infonet)

A Fecomércio em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), realizou na tarde dessa segunda-feira, 18, no auditório da Acese, o 1º Ciclo de Diálogos Empresariais com a temática Análise de Conjuntura. O convidado para palestrar nessa primeira ocasião, foi o economista e Chefe do Departamento Regional no Nordeste do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Ferraz.

De acordo com a economista da Fecomércio, Sudanês Pereira, a Fecomércio, Acese, Fórum Empresarial e a CDL pretendem realizar esse debate a cada dois meses. Ela explica o propósito da causa. “Esses seminários de análise de conjuntura e diálogos empresariais periódicos irão trazer informações sobre a economia do nordeste e do Brasil para deixar os empresários atualizados sobre a temática. E ainda como a economia sergipana tem se comportado em relação a brasileira, com dados, assim como os investimentos que o banco (BNDES) está apoiando no nordeste”.

Economista Sudanês Pereira

O palestrante convidado, Paulo Ferraz, explicou que o seminário foi divido em duas partes: a primeira avalia o desempenho recente do ponto de vista de investimento; e a segunda discute oportunidades de linhas de financiamento, e como um banco em desenvolvimento pode apoiar as micros, pequenas e médias empresas na sua capacidade de investir com custos mais adequados, linhas de financiamento de longo prazo, e que se adéquem ao setor e porte da empresa.

“Esse é um momento fundamental para se discutir a questão conjuntural, é um ano desafiantes, de arrefecimento da economia. No entanto, é nesse momento que se deve analisar com cuidado a conjuntura nacional e regional, perspectiva de investimentos para que o empresário seja ele do setor de comercio, ou serviços, independente do porte, possa se planejar”, enfatiza o representante do BNDES.

Banner do seminário

Segundo Paulo, as diretrizes de organização para o empresário servem também para médio e longo prazo. “Readequar o seu negócio com investimentos pontuais é fundamental, e é importante criar esse tipo de discussão com freqüência. Hoje é BNDES, mas virão outras instituições para trazer mais informações e que circulem de forma satisfatória” finaliza Paulo.

O presidente da Acese, Wladimir Torres enalteceu a realização da reunião, e a importância para os empresários do Estado. “É importantíssima essa iniciativa da Fecomércio de promover um dialogo com os empresários, e a Acese como parceiro nesse projeto, possui empresários de vários segmentos, como comercio, indústria, serviço e agronegócio, que somam aproximadamente 600 associados. Trazer o palestrante do BNDES pra nossa casa atende ao anseio dos nossos associados em discutir conosco os investimentos do banco em nosso estado” pontua.

Por Ícaro Novaes e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais